domingo, 30 de setembro de 2012

Capítulo 30

Hello, my dears *-* Okay, desculpa a demora, níver do meu pai, mas aqui está o capítulo:

Miley on

Não estava sendo fácil conviver com Nicholas e Selena, ainda mais no período em que havíamos voltado a ser amigas... Mas eu mereço parabéns, já que minha atuação está sendo brilhante... E nesse momento, uma semana depois do trágico jogo que eu não consegui aguentar até o fim, pois via Sel e Nick de mãos dadas, ela ainda me perguntava se eu 'estava bem'. É, havia criado uma dor de cabeça falsa, e ela pareceu convencida...
Selena: Bom, pelo menos você não fraquejou nenhum dia da semana... - Fraquejou? - ... Ainda acho que seja sua alimentação inconstante. Você não tem intolerância a algo que come, My? - ela falava seriamente preocupada. Graças a Deus ela nem desconfia, mas botar nessa cabeça que eu estou bem, porque eu realmente estou, é difícil...
Eu: Selly, eu já te disse mil vezes. Era de sono. Eu tive insonia um dia antes daquele. A dor de cabeça foi porque eu não havia descansado o suficiente...
Selena: Será que a insonia também não foi provocada pela alimentação?
Eu: NÃO! Não tem nada a ver com a minha alimentação, Selena...
Selena: Eu acho... você emagreceu muito...
Eu: Dos treze anos pra cá! Eu adolesci, Selena, fez parte do desenvolvimento...
Selena: Não sei. Você nunca gostou que o David dissesse que seu rosto 'arredondado' lembrasse o da Moranguinho, dos desenhos... - É, é verdade. E eu havia começado a vomitar  o que comia logo após meus pais, avós e amigos me zoarem pelas 'formas redondas'. E havia adquirido muitos outros problemas com isso, como depressão, angústia e crises de querer ficar sozinha, e até uns pensamentos meio tortos sobre a vida... Mas tudo fica bem, se eu ponho um sorriso no rosto e escondo a verdade. Até porque ninguém precisa saber, ninguém além do Taylor procuraria entender... Olhei com uma expressão óbvia pra morena deitada em minha cama com ar preocupado, e ela desviou o olhar - ... Ah, tá bom. Desculpa. Eu sou meio louca e esquisita mesmo, mas saiba que só faço isso porque me preocupo muito com você. Você é muito importante pra mim, Miley... - sorri pra ela, abertamente, contagiada por suas palavras. Acreditava no que ela dizia, assim como retribuía sentimentalmente tudo.
Eu: Obrigada, Sel. A recíproca é verdadeira! - me levantei do pufe e ela também se ergueu da cama, e nos abraçamos por um tempinho.
Selena: Você é muito linda, não precisa querer fazer algo pro mundo te notar. Porque acredite, ele já a nota! - Tá, né... eu posso não me convencer com suas palavras, mas é indiscutível que eu tenho a amiga mais doce e adorável do mundo, não culpo o Nick por amá-la...

Tay on

Eu e Taylor estávamos na sala, tentando fazer a lição avaliativa de geometria, mas era difícil me concentrar com ele do meu lado... Não consigo pensar em muita coisa perto dele, tão maravilhoso e tão amável, minha unica vontade é passar todo o tempo que puder junto com ele... E mais uma vez, a maldita culpa me consumia. Culpa, por não ser sincera com ele, assim como ele é comigo. Fala sério, ele me conta tudo, e é um excelente melhor amigo pra minha prima problemática, sem falar que é primo da minha melhor amiga, que eu também não sou claramente honesta... Isso me deixa tão...
Taylor: Amor? Eu sou tão lindo que chego te hipnotizar? - ele falou, fazendo piada e me tirando dos pensamentos - Que houve?
Eu: Nada, nada... - falei olhando pro vazio e em seguida, virando meu rosto em sua direção e sorrindo calmamente.
Taylor: Você é tão perfeita... Eu não sei como eu fui ter tanta sorte de estar contigo. O que eu fiz aos Céus pra receber uma bênção tão grande na minha vida... - ele foi se aproximando dos meus lábios, quando engolindo a ultima dose de culpa, o afastei de mim. Não dá pra continuar sem ele saber a verdade - ...o qu...
Eu: Taylor, eu tenho que te contar uma coisa. Mas antes de falar, eu quero que você saiba que eu te amo com todo o meu coração. - ele assentiu - Lembra quando você falou que ficaria do meu lado, independente do que acontecesse, porque você me amava o suficiente para tapar qualquer sujeira das nossas vidas? Por favor, pensa nisso e não se esquece, e se não for pedir demais, cumpre essa promessa após o que eu te disser... - fechei os olhos e puxei o ar mais profundo dos meus pulmões, e , arranhando minhas mãos com minhas próprias unhas, o encarei - ... Taylor...
Taylor: Você não tá grávida, tá? Porque se tiver, não tem problema. Eu vou assumir minha responsabilidade... Cara, só acho estranho a gente se prevenir tão bem e...
Eu: Taylor! - o interrompi. Caraca, ele viajou agora - Eu não tou grávida! - falei um pouco sem reação pra ele - Pode parar de maquinar aí... eu hein. Mas enfim, e voltando a falar sério... eu - a porta se abriu, e Joe e Demi entraram felizes como sempre. Ótimo, aproveito e conto a ela também! Se bem que o Joe não vai permitir...

Joe/Demi: Olá, gente!
Taylor: Fala! - ele se inclinou do sofá, e eu, que estava em pé, acenei pra eles sem muita emoção.
Joe: Boa noite!
Taylor: Que sorriso é esse no rosto, prima? O que te fez feliz?
Demi: Meu Joe é perfeito!- oh, sim, muito perfeito ¬¬' - Acredita que ele cantou pra mim? - ela falou, e seus olhos brilharam. Doía ver minha melhor amiga, e seu namorado canalha, que não era, e nem me permitia ser honesta com ela.
Taylor: Que ótimo!
Joe: Agora só falta você cantar pra mim, princesa! - ele falou a envolvendo com os braços, e de olhos fechados e sorridente, ela o respondia.
Demi: Eu vou cantar. Preciso escolher uma música boa o suficiente, até porque tenho uma apresentação pra terça feira na aula de música...
Taylor: Essa eu quero ver! Minha prima mais linda, cantando! - ele piscou pra ela, e ela sorriu pra ele, e então ele retornou a sentar-se normal, me olhando.
Joe: Mas e vocês, o que estavam fazendo?
Demi: É, e por que você tá tão calada, Tay? - 'Porque vocês chegaram num momento delicado'?
Taylor: É que ela queria me contar uma parada séria e importante, e já que não é gravidez... Tou preparado pra ouvir, seja lá o que for! - ele falou naturalmente e Joe se exaltou, quando eu o ignorei e olhei pro Taylor novamente.
Eu: E é bom que você tenha chegado Demi, assim posso falar aos dois de uma só vez. - dessa vez ela me olhou preocupada, e tensa - Não fique nervosa, pelo menos, não agora... e saiba que você é a melhor amiga que essa vida me deu! Bom...
Joe: Independente do que ela for falar, a gente vai trocar uma ideia agora! - ele me envolveu com o braço e saiu me puxando pro corredor - O que você pensa que vai fazer?
Eu: Contar a eles!
Joe: O que? você não pode simplesmente decidir e 'Ops, hoje é o dia que vou ferrar com a vida do Joseph, e com a minha também!' - ele ficou me encarando sério, e eu retribuindo.
Eu: Sinto muito, Joe! Mas a minha falta de caráter não é infinita como a sua, não! E eu tenho certeza que eles vão procurar entender o nosso lado...
Joe: Não, não vão! Taylor é homem, eu entendo a mente de um homem, você não! E a Demi vai se sentir a mulher mais babaca do mundo quando souber!
Eu: Babaca somos nós, de não termos contado isso há mais tempo. Da licença, Joe! - ele me segurou pelo braço, e eu olhei pra ele fula mais uma vez.
Joe: Você não tem o direito de fazer isso com a minha vida!
 Eu: Você não tem o direito de fazer isso com a vida de duas pessoas! - disse, mexi meu braço e saí do corredor, e indo pra sala, encontrei Demi e Taylor um pouco confusos e preocupados no sofá - Gente, desculpa...
Demi: Tá tudo bem?
Eu: Sim, no momento... mas eu não sei se vai ficar depois que eu contar que... bom, galera, me perdoem, aliás, perdoem a mim e ao Joseph, eu acho que vocês sabem que são as pessoas mais importantes das nossas vidas e , sendo assim, precisam saber disso... - Joe se escorou na parede e foi deslizando com as costas até o chão, e com as mãos cobrindo a boca e uma feição de choro, deixei de olhá-lo, para mirar os dois em minha frente -... Eu amo vocês, mas infelizmente, já fui imatura demais um dia...

*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~* ~

Galera, espero que gostem, e aguardem o próximo. O capítulo 30 na  verdade, é parte de um todo, e esse todo, é dedicado à minha linda Diana, que me inspira a tirar a dramaturgia lá da minha alma pra escrever *-* Obrigada demais!
Obrigada por lerem, meninas!
E obrigada pelo selo, Sílvia!
Vindo aqui brevemente para postar a segunda parte!
Beeijos, se cuidem ^^

Um comentário:

  1. Adorei o capitulo!
    É dedicado a mim? Oh que fofa! Adorei amiga!
    Eu estou curiosa para o final dessa conversa dos TayTay e dos Jemi. Momento tenso!
    Hoje não necessitei de implorar para os meus pais para que viesse comentar seu capitulo porque eles pensam que estou fazendo um trabalho. E na verdade estou mas deixei uns minutinhos para ler seu capitulo :)
    Posta logo estou super curiosa!
    Bisous e au revoir :)

    ResponderExcluir