sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Capítulo 28 parte 2

Heeeeeeey *-* Desculpe a demora, quebrei a promessa... e meus pais nem fazem idéia que eu estou postando, porque estou sem meu PC, sem minha internet e nenhuma mordomia, postando escondida com medo até do vento. Mas como eu amo ustedes, e encher o saco também, vim postar a segunda  parte do capítulo:

Selena on

Eu estava realmente nervosa, fazendo chapinha, pintando as unhas e passando a maquiagem, e pensando no Nick, o que me deixava mais nervosa ainda... Quero tanto que tudo dê certo essa noite, e ainda mais depois de receber concentimento da My... se bem que ela pareceu estranha ao falar aquilo, mas se ela foi sincera comigo... Oh, droga, eu tou me atrasando de novo! Melhor pôr o vestido logo... enfim, enquanto abotoava a sandália ia pensando em como poderia acontecer tudo da forma mais perfeita e como eu tinha a agradecer por estar correndo tudo tão bem, eu estou sorrindo tanto ultimamente... me olhei pela ultima vez no espelho, e até que eu fiquei bem:
  E então, a campainha tocou. Nossa, meu coração bateu tão rápido que nem consegui controlar minhas pernas... sei que não tem nada a ver, mas bom... desci as escadas e como minha mãe estava trabalhando já, tive que abrir as portas pois não havia mais ninguém em casa, assim, me deparando com um Nick lindo na minha frente:
Aaah, acho que fiquei tonta!
Nick: Olá, Selena... você está... incrível! - ele falou, um pouco sem reação e meio tonto como eu, que sorri ao ouvir suas palavras.
Eu: Obrigada, você também... - disse, com um sorriso sem graça, e então, ele se apressou.
Nick: Ah, eu te trouxe isso! - ele me entregou rosas, lindas obviamente.
Eu: Obrigada, são perfeitas!
Nick: Não chegam a seus pés! - aaah , meu coração outra vez... Entrei em casa e pus as rosas em um vaso vazio sobre a mesa de centro da sala, e logo retornei a porta - Então, vamos? - ele me estendeu a mão e eu coloquei a minha sobre a dele. Logo estávamos fora de casa, e ele abrindo a porta de seu carro para que eu entrasse -...Fiquei muito feliz que não cancelou o encontro, mesmo eu pedindo pra adiantá-lo pra sexta!
Eu: Ah, que isso! Não fez mal nenhum!
Nick: É, e pensando bem, quanto antes, melhor! - ele falava dando partida no carro, e sorrindo encarando a estrada. Ah, como essa noite está me deixando louca !!!


Taylor on

Estava com Demi e Tay, assistindo Warner, só pro tempo passar, porque estávamos mais brincando e rindo um dos outros do que vendo tevê; pra ser sincero, não sei nem o que estava passando... As meninas que eu mais amo estavam comigo, é isso que importa. Quer dizer, falta uma menina que eu mais amo, mas ...  A porta abriu-se e uma cabeça loira com um sorriso falso enorme entraram em casa. É, a My não morre esse ano!
Miley: TayTay, vim te salvar dessas loucas aí! - ela falou, alegre, e se aproximando da estante, e pegando a barra de chocolate depositada ali, e comendo alguns tabletes... É, sua frieira também não havia a abandonado, hehê
Tay: Olha quem fala, nunca vi louca salvar alguém! - ela disse com cara séria, mas sabíamos que ela estava brincando.
Miley: Não sou louca, sou feliz! - ela falou, andando mais pra direita, e se aproximando da escada enquanto eu me levantava do sofá.
Eu: Então, vamos My?
Miley:espera eu pegar meu casaco, Romeuzinho! - argh, ela continua me chamando assim!
Eu: Okay! - fiquei olhando para as meninas, que agora, com mais espaço no sofá, Tay deitou a cabeça nas coxas de Demi, e as duas ficaram me encarando.
Demi: e então, vão aonde vocês?
Eu: Não sei, andar por aí. O lugar não é tão importante, eu e Miley precisamos colocar o assunto em dia! - falei normal, e elas começaram a rir - Que foi?
Tay: Colocar o assunto em dia?
Demi: Isso foi um pouco gay, primo! -elas começaram a rir, e eu as encarei com uma sobrancelha erguida, e logo Miley desceu pulando as escadas.
Miley: Prontinha, mon amour! - ela falou, quase se jogando em mim, e rindo, saímos de casa - tchauzinho, girls!
Demi: Divirtam-se, e não tricotem muito! - ela falou, rinco acompanhada da Taylor, e revirando os olhos, percebi Miley confusa.
Miley: Do que ela tava falando?
Eu: Nada, esquece... - disse, e caminhamos mais um pouco, até a praça mais próxima de casa, e lógico, fomos conversando. Incrível era como o assunto entre Miley e eu nunca acabava, coisa de melhor amigo mesmo... ela me contou como voltou a falar com a Selena, e eu a todo tempo enfatizava como fiquei feliz por elas, já que, desde que terminamos, eu percebi a boa pessoa que a Selena era. Mas hoje se não me engano, era o dia que Nick me contou que iria sair com ela... talvez por isso os sorrisos superficiais da Miley...
Miley: Romeuzinho...
Eu: ah, não, Miley, por favor, não me chama disso!
Miley: ah, mas por que? Você não gosta?
Eu: Ééé. É tipo, o pior apelido inventado desde... desde sempre! Por favor, não me chama assim! - ela me olhou confusa e um pouco cerrada, mas logo sorriu.
Miley: Okay... TayTay tá melhor?
Eu: Não é legal, mas... melhorou bastaaaaaaaante! - falei sorrindo, e ela retribuiu - Mas enfim, o que quer falar?
Miley: Eu tou meio triste, e eu sei que nem te convém nada disso mas...
Eu: Não sabe como vai superar o Nick com a Selena?
Miley: É... - ela me olhou surpresa por tê-la interrompido e acertado - ...Como sabia?
Eu: Sou seu melhor amigo, né?
Miley: Ah, claro que é! - ela disse me abraçando pela cintura, enquanto eu envolvia meu braço direito em suas costas - E sempre será! Mas... - a gente se soltou - ... isso não era pra estar acontecendo,  era?
Eu: Miley, por mais que negue, você vai ter que aceitar que ama o Nick...
Miley: E também que ele não retribui!
Eu: Não seja negativa, você não sabe o que se passa na mente dele... porque, tipo, Nick é um cara muito nobre, muito gente fina, muito humano, mas que no entanto, não esquece nada fácil. E se ele não convive bem com o próprio irmão, imagina com a menina que fez o coração dele se quebrar todo? - assim que falei, percebi que não foi a coisa mais animadora a se dizer - ...desculpa, eu...
Miley: Não, você tá certo. E eu tenho que aprender a viver sem ele mesmo.
Eu: Não sem ele, você tem que aprender a conviver com ele, mas não como seu namorado...
Miley: É difícil...
Eu: Mas não impossível. E vamos, ainda há 30% de chance de ele ainda te amar completamente!
Miley: duvido muito. Hoje a noite a Selena preenche esses 30% restantes... - nós nos olhamos um pouco sem dizer nada, e ela apenas me abraçou, dessa vez não de lado, e nem ainda andando. Apensas paramos e eu a segurei, como faria numa situação grave - Ah, TayTay... desculpa, eu não era pra estar falando dessas coisas,  mas é difícil me fazer de forte sempre. E se eu falar com mais alguém, vai ser sempre a mesma coisa...
Eu: Você não precisa se explicar, eu tou aqui por você, esqueceu?
Miley: Nunca. - ela falou, se separando de mim, e então eu percebi uma lágrima interrompida em seu olhar - Ah, eu tenho muita sorte de ter você como melhor amigo!
Eu: Idem! - falei, sorrindo a encarando, e pra não ficar com clima chato, tentei mudar logo o assunto - Vem, só por causa disso vou te pagar um milk-shake! - falei, indo em direção a lanchonete mais próxima ,seguido por ela, correndo atrás de mim.
Miley: Ovomaltine, por favor! - ela falou, com tom animado e um sorriso bem mais radiante no rosto. Minha Miles, ninguém podia fazê-la sentir mal, caso contrário eu pioro também...

Nick on

Selena era absolutamente a garota mais bonita do mundo essa noite, aliás, desde que nos aproximamos, eu notei o excesso de beleza nela, e não é só a externa... ela é uma ótima pessoa também! Não tenho idéia de como dar o próximo passo com ela, não imaginei que fosse ficar tão nervoso pra essas coisas... mas tenho que admitir, isso é amor!
Selena: Por que você está tão calado?
Eu: Porque eu sou um covarde...
Selena: Ah, pare, não é covarde...
Eu: Sou sim. Não consigo ter coragem de dizer pra menina que eu gosto o quanto ela é especial pra mim... e o pior é que ela não percebe...
Selena:Talvez, você não precise colocar uma barreira de ansiedade nem de negativismo na sua frente...
Eu: É, pode ajudar... - ela simulou um sorriso e logo abateu o olhar, e voltou a me encarar .
Selena: E você, gosta dessa menina... há muito tempo?
Eu: Faz um tempinho já, mas não sabendo se ela corresponde, fica difícil... - falei, a olhando profundamente, mas ela voltou a olhar pra baixo e suspirou, indiferente. nossa, as vezes a Selena pode ser lenta...
Selena; Tomara que dê tudo certo e que vocês sejam felizes!
Eu: É, tomara! - falei, sorrindo, após pensar que mesmo com sua falha percepção, ela seja tão docemente adorável  ou adoravelmente doce... ah, sei lá. Só sei que é fofa! E que de hoje não passa... o jantar acabou em poucos minutos depois e após eu pagar, deixamos o restaurante. A todo momento minha mão acompanhava as costas de Selena, e até chegar no estacionamento, não tínhamos muito assunto. E assim que abri a porta para ela, ela se pôs em minha frente para entrar no carro e acabamos nos encarando, um pouco próximos demais, e ela quase perdeu o equilíbrio, mas eu segurei seus braços - ...Selena...
Selena: ...Nick... - não aguentei e acabei a beijando. Ela parecia meio perdida no começo, mas em questão de segundos me correspondeu, e então apertei sua cintura com mais força, sentindo suas mãos em minha nuca. O beijo era doce e calmo, mas num tom de desespero, afinal esperei isso já faz tempo, e do jeito que ela devolveu, ela também! Nós findamos o beijo, e tirando as mãos rapidamente de mim, Selena encolheu o rosto, envergonhada - ... por favor, desculpa, eu...
Eu: É você! - a interrompi e ela me encarou, confusa - é você, a menina que eu gosto! Gosto não, porque gostar não deixa uma pessoa tão atônita... apesar de não termos sido amigos de primeira, Selena, e mesmo com todas as coisas, esse tempo que viemos passando juntos foi... inexplicável! Você é meiga, engraçada, linda, amável, amiga, divertida, verdadeira, carismática... e de uma forma que eu nunca fosse imaginar, é tudo que eu sempre quis! Nem sei como você vai receber isso mas... eu te amo! E eu sei que sou babaca de não ter falado antes, mas... antes tarde do que nunca... - a segurei mais firme, e nesse momento com seus olhos brilhando, ela suspirou, mas sequer piscou ou desviou a atenção de mim - ... quer namorar comigo? - eu falei, sseguindo sorrindo, mas parando ao ver que ela não teve nenhuma reação - ...Selena? Selena, por favor, não me...
Selena: Não haveria pergunta cujo sim eu dissesse tão feliz!
Eu: Então é sim? - disse, com os braços envolvendo sua cintura.
Selena: É claro que sim! Um milhão de vezes sim! Você não sabe o quanto eu sonhei com essa pergunta! - ela falou, pondo seus braços ao redor do meu pescoço e sorrindo pra mim, quando logo  depois nos beijávamos, e repetíamos o ato umas 10 vezes. Não consigo acreditar... de medonha e incerta essa noite passou pra uma das mais memoráveis da minha vida... e a Selena gosta de mim, como eu dela. Nada me deixaria mais feliz *----*


*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*

Então é isso galera, finda aqui o capítulo 28 *-*
E agora eu não sei mais quando vai ser a próxima vez que irei postar, porque tou de castigo por duas semanas, e se não andar na linha o período aumenta D:
Mas enfim, muito obrigada aos comentários, adoro vocês!

E Diana e Silvia, obrigadíssima pelos selos, a próxima postagem é sobre ele ;{) Porque realmente, eu achei que no momento, o capítulo seria o mais crucial!
Beeeeeeeijos, cuidem-se >< E boas semanas!
PS: E desculpa se houver muitos erros, não deu pra revisar D:

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Capítulo 28 parte 1

Oooie, galera! Muitíssimo obrigada aos comentários e desculpa a demora, ocorreram uns imprevistos e também uns compromissos, e antes disso eu tive um compromisso familiar que durou uma semana, então, sinto muito. Mas enfim, eu voltei pra chateá-los com mais um capítulo!


Miley on

Então cá estava eu, outra vez, na casa da Selena. Incrívelmente a semana havia voado, e já era sexta. Surpeendente como as coisas aconteceram tão rápido, nós esquecemos as mágoas passadas e voltamos a ser amigas... Não as melhores, como antigamente, mas próximas o bastante para partilhar gostos e dividir segredos... e comendo um bolo de chocolate em sua cozinha, continúavamos a conversa...
Selena: Mas você gosta do Anthony?
Eu: Ele é o melhor professor!
Selena: Ah, só se for pra você... tenho certeza que ele me odeia! - ela disse, pegando outra fatia do bolo, já cortado em pedaços pequenos, em uma bandeja sobre sua mesa -... Mas, vamos mudar o assunto. Já não basta ter que encarar os professores na escola, no lanche da tarde de sexta é sacanagem...
Eu: Concordo! - falei, entre risos,e parei - E então Sel, como vai a vida?
Selena: Boa, muito boa! - ela deu um sorriso consigo mesma e encarou o vazio - Eu tenho minha amiga novamente e o meu ex tem saído um ótimo puxa-saco!
Eu: Ah, que adorável! - sorrimos zoando uma para a outra e logo caímos outra vez na gargalhada, até que, com um outro pedaço de bolo em mãos, ela parou, e encarou o chão triste - O que foi?
Selena: Hm... nada! - ela falou, e voltou a se calar, e eu obviamente não digeri aquilo.
Eu: Você pode ser sincera comigo, Selena! Posso ser louca, mas sou verdadeira, e também sei apoiar quando necessário! - falei séria para ela que sorriu fraco para mim.
Selena: Ah, eu sei... é que uma coisa tem me deixado muito indecisa ultimamente, e... - 'Where Have You Been' começou a tocar e ela pegou e atendeu seu telefone, então em cima do armário, e com palavras curtas, mas os olhos brilhando, conversou e logo desligou. Não era preciso ser inteligente pra saber quem era.
Eu: Era o Nick? - perguntei ciente da resposta e engolindo todo o meu ciúme, mas com muita calma. Ela me encarou vencida, e voltou a sentar no banco do batente da cozinha, ao meu lado - Voces... vão sair, ou algo do tipo? - me mantive tranquila, e ela acentiu com a cabeça, parecendo temer algo.
Selena: Miley... o Nick é um cara realmente muito incrivel e é ótimo também, e não me admiraria nada você ainda gostar dele, pois afinal, vocês tiveram um amor tão intenso e... - ela parou de procurar palavras com os olhos correndo entre os objetos da cozinha, e eu a encarei, fingindo um amável sorriso.
Eu: Selena., você tá me pedindo permissão pra sair com o Nick? - disse, em tom cômico e ela, ainda amedrontada, assentiu - ...Você não precisa disso...
Selena: Eu sei mas é que... levou tanto tempo pra reconstruir a nossa amizade e eu não quero ficar sozinha outra vez e, me preocupo com seus sentimentos, Miley! Então, se ainda sentir algo pelo Nick, eu vou compreender e também me afas...
Eu: Sssshhh. Para de palhaçada! Eu agradeço muito a preocupação, mas fica tranquila, não vamos nos separar, eu amadureci. E a propósito, você devia sim sair com o Nick. E também devia se importar menos com os meus sentimentos, que a propósito, não estão centrados no Nick - eu sei, menti, mas ela não deve ter percebido. Ser altruísta era o foco no momento - Você e Nick são maravilhosos, se merecem, com toda a certeza! Eu já tive essa conversa com ele e como é homem, é burro e ignorante - ela riu um pouco - então por favor, estou rezando por dentro pra não ter o mesmo trabalho com você... - parei de falar e a encarei séria, enquanto ela me correspondia sorrindo docemente - Uh?
Selena: Você é o máximo! - ela falou, me abraçando o pescoço enquanto eu envolvia sua cintura. Um abraço afastado, já que estávamos em bancos próximos, mas profundo - Precisava ouvir conselhos assim quando namorava o Taylor!
Eu: Não, você não precisava. Porque eu não gastaria minha saliva pra retratar de um babaca. Babaca esse que eu vou sair daqui a meia hora! Hey, Sel, vai se arrumar pra saída com o Nick que eu vou pra casa esperar o Romeuzinho! - falei, levantando do banco e ela me olhando triste.
Selena: Ah, que pena que já vai!
Eu: Tenho casa, garota! - falei, sorrindo e ela também se levantou - Hey, me empresta o CD Circus?
Selena: Ah, claro, só um minuto! - ela correu pra fora da cozinha e enquanto eu me dirigia a sua porta de saída, pensei no quanto eu estava sendo corajosa. Encarar meu ex-namorado futuramente namorando minha ex-melhor amiga. Um risco que eu teria que correr, se quisesse ser uma pessoa melhor e mais madura. E eu quero, e vou conseguir superar. As pessoas merecem viver bem, e eu mereço encarar a minha sorte do presente, já que eu plantei isso no passado. Então, ela voltou com o CD em mãos e me entregou com um sorriso no rosto, e me despertou de minhas conclusões - Aqui está!
Eu: Ah, muito obrigada! Tchauzinho, Sel! Boa tarde! - falei, a abraçando na porta, que já estava aberta - Bom encontro hoje a noite! - falei, sincera piscando pra ela, e ela me olhou meiga. Então fui andando de costas distraida, e logo levantei o braço em aceno - Ah, e avisa a tia Mandy que o bolo tava uma delícia! -falei mais animada, e então andei em direção a minha casa... E apesar de tudo, quero que hoje seja um dia bom. É isso aí...

 Tay on

Ria incontrolavelmente sentada com a Demi e o Taylor no sofá. Oh, Deus, como eu sou feliz. Como esses dois me fazem feliz! São as pessoas mais importantes para mim...
Demi: ..mas eu estou aqui de vela. Sério! - ela falou, completando com risos a frase, e se recompondo, meu amor a encarou, e fez bico zoador.
Taylor: Nada a ver. Você está pra embelezar ainda mais a paisagem! Se bem que com nós dois, né, amor, não era necessário... - ele me olhou, e nós rimos mais, enquanto sarcasticamente , Dem revirou os olhos e se rendeu a mais uma risada - Brincadeira, prima, você sabe que eu te amo, né? E que você é a morena mais bonita da Venezuela!
Demi: Eu não sou, nem estou na Venezuela!
Taylor: Por isso mesmo! - ele falou, rindo sozinho, porque desta vez, nem eu, nem Demi o entendemos. Ele nos olhou chateado e bolado - Poxa vida, vocês também não entendem nada... mas enfim, eu sei que sou um cara sortudo por ter a prima mais linda do mundo e uma namorada que é a versão mais jovem e bonita da Nicole Kidman! - Ele é perfeito *-*
Eu: Awn, você é tão doce! - falei, e trocamos um selinho que iria ser prolongado, se Demi não puxasse o Taylor.
Demi: Nem vem. Como você disse anteriormente, sou extremamente bonita pra ficar de vela aqui. - ela falou, fechando os olhos, e nós a encaramos enfadados - ...Agora, falando sério, eu adoro vocês juntos!
Taylor: Eu sei disso, Dê. Você fala tipo, umas, trinta vezes por dia. E também nas redes sociais, e sem falar nos telefonemas...
Eu: Rsrs...
Demi: Ai, desculpa se gosto do fato do meu primo namorar minha BF! - ela fechou a cara, triste.
Taylor: Não tava reclamando, linda! - ele disse a puxando e a abraçando, quando ela sorriu de chamego. É, sim, eles definitivamente são as pessoas mais importantes pra mim, e por isso mesmo, eu não podia continuar escondendo algo tão sério deles., que me arrepiava só de pensar... mas eu já pedi ao Joe pra contarmos pra eles, e mesmo assim, ele fica na defensiva ... o pensamento me trouxe a lemrança da ultima conversa em que pedi isso a ele...
~Flashback~
Eu: ...qual é, Joe! Eles precisam saber, nós amamos eles! - falava, na sala de sua casa, gesticulando e andando incessavelmente, sobre o tapete.
Joe: Se nós amamos, por isso mesmo eles não podem saber! - ele disse no mesmo tom que eu.
Eu: Mentir não é certo! - falei cruzando os braços.
Joe: Falou a menina que é condenada pelo passado de vadia. - essas palavras doeram muito, mas fingi não me abater, ao invés disso, o olhei superior e sem dar muita confiança.
Eu: Como se você fizesse coisas menos graves! - demos uma pausa por alguns segundos, e logo eu reatava a falar - Vamos, Joe, contar isso de uma vez...
Joe: A troco de que?
Eu: Deles saberem a verdade!
Joe: Eles estão bem sem saber a verdade. Ninguém nunca precisou dela pra fazer feliz, e vindo a tona agora, ela só vai desgraçar com todos nós...
Eu: Não vai, não. A Demi é super compreensiva e o Taylor me ama...
Joe: Não depois do que souber o que você fez. Antes de amar a pobre inconsequente loira, ele ama a prima. mais do que tudo! E a Demi aliás, não perdoa fácil! E por favor, não tenta atrapalhar meu namoro, que tá muito, muito bom!
Eu: Não vou atrapalhar...
Joe: Então não conte!
Eu: Mas se eu não contar...
Joe: ...vai continuar tudo como está, e está tudo as mil maravilhas assim! Ou você quer colocar o pouco que você tem na vida a seu favor, a perder? - ele me encarou sério, e eu tremi escandalosamente. O Flashback se findou, quando Demi e Tay perceberam que eu estava boiando das conversas deles...
Taylor: Tay? Amor? Taylor??
Demi: Isso porque ela dormiu bem essa noite! - eu sacudi a cabeça e os percebi, sorrindo, porém, estranhando a situação.
Eu: Desculpa, gente, me distraí aqui!
Demi: É, a gente percebeu. Mas fica tranquila que nosso amor por você é tão grande que deixa qualquer coisa passar!
Taylor: Qualquer coisa! - eles não eram pra ter falado isso, já que agora, doeu mais ainda não poder falar pra eles, e a vontade de contar, foi ainda maior... Mas eu preciso pensar no melhor a se fazer , e no momento, é não estragar nada. Por enquanto...

*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*

Enfim, espero que gostem dele ><
Booa noite, e prometo não demorar muito!
Beijos!!!

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Capítulo 27

Cheeegueei *---* Trazendo mais um capítulo pra vocês, e obrigada por comentarem!
Capítulo:

Selena on

Engraçado como o fim de semana passou rápido. Já era segunda-feira novamente e estava na aula de espanhol, esperando os demais alunos saírem... Não sei porque, mas não gosto da multidão ... E então, recolhendo meus livros e cadernos, vejo Nick vindo em minha direção, com um sorriso animado, e numa dança pouco ritmada...
Nick: I've been waiting for a girl like you to come into my life... - ele cantarolou, dançando e fazendo biquinho, enquanto eu caía na gargalhada.
Eu: Oh, Deus, Nick. Só você, rs... - falei, entre risos, enquanto ele se posicionava de frente pra mim.
Nick: E então, Sel, o que achou da aula?
Eu: Ah, normal. Espanhol não é o meu forte, você sabe...
Nick: Ah, sim, eu sei... - ele falou, enquanto saíamos da sala. E eu francamente não entendi muito o porquê daquilo. Fomos em direção ao pátio, aonde em uma mesa grande Demi e Joe e Taylor e Taylor se situavam - Olá, casais!
Joe: E agora tem mais um por aqui, né? - ele, Demi e Taylor(fêmea) sorriram para nós, enquanto Taylor nos encarou sério. Não entendi também seu comportamento, mas aceitei - Podemos sentar?
Demi: Mas que pergunta, Nick... é claro que sim! - ela falou, enquanto sentávamos e voltou a fazer mimo a um papelzinho em mãos, enquanto Joe sorria para ela e juntos, sussurravam coisas. Eram realmente muito fofos, diferentemente de Taylor e Taylor. É, esses eram bem vulgares em suas demonstrações indiscretas de amor. Sinceramente, o Taylor não beija tão bem assim... falo por experiência própria.
Nick:  ... Sel? Selena? - parei de pensar ao ouvir Nick tentando chamar minha atenção.
Eu: Ah, desculpa. Sinto muito, mesmo... voei agora!
Nick: É, eu percebi... - ele falou, rindo comigo -... e então, vai querer?
Eu: Desculpa, o que você perguntou?
Nick: Se você aceita sair comigo no sábado... te farei uma surpresa! - Ele é realmente a pessoa mais doce!
Eu: Ah, adoro suas surpresas! - No nosso tempo de amizade, ele me deu uma pulseira prata 'de surpresa', um passeio pela praia 'de surpresa', um jantar no meu restaurante preferido 'de surpresa', um cachecol que eu não conseguia encontrar 'de surpresa', e o CD dos Backstreet Boys que eu procurava desde os treze anos 'de surpresa', então, não tinha como recusar outra - Mas é claro que eu aceito!
Nick: Ah, que ótimo! - ele falou, segurando minhas mãos com um enorme sorriso, enquanto eu o retribuía. Que felicidade a minha!

Emily on

Eu e My havíamos pegado nossos lanches e nos dirigíamos a mesa onde a galera estava, quando, ao ver Nick e Selena animadinhos, Miley parou ao meu lado e encarou a situação 'surpresa'...
Miley: Olha como eles ficam alegres juntos! - ela ficou abatida e deixou sua bandeja arcando mais baixa.  Eu a olhei condescendente.
Eu: Hm, se quiser lanchar comigo em outra mesa...
Miley: ah, por favor Emi. Eu sou madura o suficiente pra encarar aquilo. Um ex meu namora a minha prima, e o outro, minha amiga. - ela sorriu fraquinho e eu a encarei duvidosamente - É sério! Olha, eu mandei bem na pizzaria, né? Consigo agir igual hoje.
Eu: Então, tá! - seguimos andando, e David nos encontrou quando estávamos quase lá - Oi, gato!
David: Oie, linda! Miley! - ele falou, acenando pra nós duas.
Miley: Fala, Dav! - ela falou com sua voz trsite, tentando ressonar animada.
David: Aconteceu algo, Moranguinho? - eu olhei na direção da mesa e então ele percebeu Selena e Nick conversando alegremente, e as vezes, ele mexendo em seu rosto -...Ah, bom, então se quiser que fiquemos em outra mes...
Miley: Ah, vamos lá galera. Parem de me dar importância, vamo logo, daqui a pouco o intervalo acaba... - ela falou nos  'empurrando' para a mesa, e lá, todos sorriram pra nós.
Tay: Heey! - nós então nos sentamos, e por um momento, ao visualizar a mesa, percebi o quão bonito era um grupo de amigos, conversando, comendo, estudando e namorando. Era realmente muito bonito... se você estivesse do lado de fora da coisa. Por dentro, a situação era outra: todos finalmente não tínhamos mais mágoas de ninguém ali presente, mas namoral, era estranho o Taylor, ex da Selena e da Miley, beijar a Taylor, que é prima da Miley, e o Nick, também ex da Miley, sassaricar com a Selena, que já foi melhor amiga da mesma... é, isso dava um nó na minha cabeça, mas eu não ia me ocupar em pensar muito neles. O David me falava o que tinha acontecido na aula dele de espanhol, e eu ouvia atentamente, prestando atenção em toda a sua beleza, que a propósito, não era pouca...

    *~*~*~*~*~*~*~*
Tay on

Imensamente feliz! Era como eu podia me descrever. A vida não podia ser mais alegre... com o Taylor de volta, a gente mal se separava, mas ele queria muito tirar o atraso e eu que não ia burlar uma ordem médica. Tenho medo do que pode acontecer, e ele é a pessoa com quem mais me preocupo atualmente.Nesse momento, vi a Demi e o Joe super fofos saindo de casa, é, ele estava levando-a para sair. Fico realmente feliz que tenha tomado jeito. Ela é minha melhor amiga e ele... ele finalmente se mostrou um caso não perdido.
Taylor veio com minha taça de sundae, mais a sua bebida e se sentou à mesa, me fazendo deixar de olhar Joe e Demi lá de fora e o encarar sorrindo.
Taylor: O que tava vendo?
Eu: Ah, sua prima e o Joe saindo. Não são um casal lindo? - apontei, da parede pra fora. A lanchonete tinha vitrine, ao invés de paredes, o que nos permitia ver tudo lá fora. Ele os olhou e, com um sorriso  no rosto, levou seu copo de café até a boca.
Taylor: Fiquei realmente feliz por ele ter tomado vergonha na cara e parado de botar chifre na minha prima! - eu sorri e acenti com a cabeça - Quer dizer, quem é o crápula que, com toda a sorte do mundo em namorar a Demi, vai procurar diversão na rua? Me diz, Taylor, qual a graça em ferir aquele rosto lindo e angelical da Dems? - Ele disse, e eu engoli seco. Me lembrei de péssimas coisas, fiquei encarando o vazio por alguns segundos com medo do que o Taylor podia pensar daquilo e... voltei a sorrir sem graça pra ele - Affe, mas graças a Deus entrou juízo na cabeça dele! E está tudo bem agora, e vai ficar assim por um bom tempo, né? - ele falou, largando sua bebida e pegando minhas mãos e as acariciando, sorrindo amavelmente pra mim, enquanto sem graça, eu tentava corresponder.
Eu: Claro! - disse entre dentes. Se ele soubesse o que ronda minha mente, não tinha esse sorriso tão puro direcionado a mim...

*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*

Enfim, gente, bom agosto pra vocês! E espero que o capítulo agrade -*
Ah, e pedir pra vocês entrarem nesse blog lindo: I Think I love you - A história tá no começo, dá pra companhar ;{D
Bem, é isso! Booa tarde, beeijos e comentem!