quarta-feira, 20 de junho de 2012

Capítulo 22

 Atrasou, mais saiu, o capítulo dois patinhos na lagoa! Espero que gostem ^^

Miley on

Eu odeio ela! Odeio ela! Odeio ela! Magricela vagabunda de uma figa, aproveitadora dos meus amigos de bom caráter… VÍBORA! VAI MORAR NO INFERNO, SATÃ!
Tay: Credo, My, pra quem é direcionado todo esse ódio? – ela perguntou, do sofá da sala, me vendo chegar da escola super estressada. Pelo visto meus pensamentos foram um pouquinho alto.
Eu: Quem? A Cruela de Vil é que não é, porque ela é mais amada por mim do que a Selena! – falei, ironicamente, jogando minha mochila no sofá, indo à cozinha, pegando um pacote de Doritos e voltando para a sala, comendo e bufando.
Tay: calma, prima! Respira um pouquinho, bebe água… tudo bem que você não é a fã numero um da Selena, mas o que ela fez pra te deixar tão enraivecida?
Eu: O que ela fez? NASCEU, Tay! Porque desde que aquela garota virou gente só sabe infernizar minha vida!
Tay: A Selena não é tão má... - olhei para ela incrédula e em seguida, ela prosseguiu falando, receosa - ... devia gostar dela, está ajudando o Taylor, que a propósito, é seu melhor amigo! E ela não retribui todo o ódio que você sente por ela, o que faz dela... - Gritei, bufando em seguida e impedindo a Taylor de continuar.
Eu: Não.diga.a.palavra.superior! Ninguém é melhor que ninguém nessa vida, Tay, ninguém! - falei, com os olhos transbordando de raiva e o pacote de Doritos completamente detonado em minhas mãos.
Tay: Tá bem, então... eu só acho que você tá se rebaixando muito ao se prestar a esse papel! - ela falou, levantando do sofá e subindo as escadas, me deixando parada, e pasma com suas palavras.
Eu: QUE PAPEL, HEIN? POSSO SABER, DONA TAYLOR?  - falei, inutilmente. Já estava lá em cima e não me escutava; sentei-me no sofá com aspecto derrotado, e fiquei olhando pro vazio pensando no passado, meus momentos com Nick e Selena... um namorado perfeito e uma amiga adorável; ambos amavam músicas, violão, ar livre e filantropia... Caramba! Foi só agora que eu percebi o quanto a Selena e o Nick tem em comum? Isso é muito estranho...

Demi on

Depois do procedimento do transplante ter sido feito, e nós termos paparicado um pouquinho o meu primo, eu e a Selena tomávamos um delicioso milk-shake e aproveitávamos para conversar sobre a vida... a Miley que me perdoe, mas a Selena é ótima!
Selena: ... e além dos braceletes, ele me deu uma tiara! Nossa, eu fico atônita perto dele... ele me deixa tão sem reação, rs... não sei, nunca comentei essas coisas com ninguém antes e...
Eu: Hey, você pode ficar tranquila - coloquei minha mão sobre a sua - Se antes eu já gostava de você, agora gosto mais ainda! Tudo o que você está fazendo pelo Taylor, Selena... e justo quando os pais dele não estão presentes... te agradeço muito, demais! Ele é minha família, e é uma das pessoas mais importantes na minha vida... - sorri para ela, que correspondeu.
Selena: Demi, não precisa agradecer... o Taylor é maravilhoso, eu não me perdoaria se algo acontecesse com ele e eu não ajudasse, sabendo que podia...
Eu: Você é tão boa, Selena, tão boa... - ela ficou rubra e olhou para baixo, envergonhada; resolvi então não constrangê-la mais - ... e então, continua falando sobre o Nick...
Selena: Ele é a melhor companhia do mundo todo! Você deve saber, já namorou o irmão dele, se forem parecidos...
Eu: Ah, não são! Não são não, acredite em mim! Nick é centrado, estudioso e sensível, enquanto o Joe é bagunceiro, desatento e... bom, não posso chamá-lo de insensível, ele está sendo um porto seguro para a minha melhor amiga num momento dificílimo!
Selena: É, ele e a Taylor são bem próximos... eu conheço o Joe desde pequena, e tirando aquele ano em que ele foi morar com o pai, eu o vi sempre, agora a Taylor, ela é nova... não cresceu aqui, né? - olhei para a cara dela, e engoli seco, pensando na ida de Taylor ao reformatório há alguns anos atrás. Selena não precisava saber o passado da loirinha, que a propósito, era constrangedor.
Eu: Não, não... ela morava com os pais, mas, ao eles morrerem, ela veio morar com os da My...
Selena: Ah, entendi. E isso tudo aconteceu depois que nós... - ela olhou pro vazio, e eu via tristeza em sua feição -... nós não éramos mais amigas!
eu: a Miley faz muita falta na sua vida, Selena? - ela reergueu a cabeça, e me olhou tímida.
Selena: Sabe, Demi... quando você não é uma menina muito atrativa, inteligente ou engraçada, e não tem um grupo de capachos ou líderes para seguir, uma melhor amiga, faz toda a diferença! A Miley era... louca! - ela riu ao falar isso - sempre me fazendo comer a mais, para não se sentir a única com peso na consciência e dor de estômago, sempre com roupas um tanto infantis, assistindo maratonas do Bob Sponja e cantando alegremente a abertura... Ela me dizia para não me importar com a opinião dos outros quando me chamavam de burra ou lerda, mas agora, parece que quem faz isso é ela... o chato é que , temos um trabalho de química para fazer, para daqui a uma semana. Se isso fosse há alguns anos atrás, tenho certeza que riríamos mais do que estudaríamos, mas agora, não sei ao certo se ela vai comparecer no laboratório para fazê-lo... - ela pôs a boca no canudo e aspirou seu milk-shake, enquanto eu a olhava penosamente pensando em Miley e Selena... tanta coisa aconteceu, e muita teria que mudar, ah, se teria...
Eu: Sel, eu... sinto muito mesmo, e, eu sei que a Miley pode parecer e até ser irritante, você sabe disso como ninguém, foi melhor amiga dela quase a vida toda, mas olha, vai dar tudo certo, o destino tem várias estradas, mas a vida não pode ser tão injusta, não é? - ela me olhou abrindo um sorriso e então seu celular apitou sobre a mesa. Ela o apanhou e leu, e em seguida me olhou.
Selena: É o Nick! Vai visitar os meninos... - olhei pra ela um pouco confusa - ... As crianças do orfanato, que a propósito eu conheci e agora amo tanto quanto ele, rs, e ele me chamou para ir, se não se importa, Demi... - ela falou levantando da mesa, e eu fazendo o mesmo, sorrindo..
Eu: não, não, que isso, Selena! Você e Nick são realmente ótimos, e se estão fazendo o bem, minha mínima obrigação é permití-los a isso!
Selena: ah, muito obrigada! - ela disse me abraçando, e se afastando - Então, eu já vou indo e... um beijo pra Taylor e... pra Miley.
Eu: Boa tarde, Selena! Muito obrigada de novo! - ela saiu da lanchonete sorrindo e eu acenei, e enquanto ia levemente para casa, esbarrei em alguém na calçada - Me desc...
XxX: tá tudo bem, Demi! A propósito, veio do hospital? - era o Joe. e ele estava perfeito, como sempre. Seu cabelo despenteado e sua camisa polo um numero maior, realçavam seu sorriso. Mas voltando a realidade, balancei a cabeça despertando e sorri para ele.
Eu: ah, sim, mas, já faz um tempinho! Selena doou a plaqueta de sangue para o Taylor e ele vai receber auta logo, logo!
Joe: ah, que máximo! Mal posso esperar para abraçar meu amigo, isto é, se ele quiser me abraçar ... - a última parte ele falou mais baixo, e eu o olhei sem entender nada -... Sabe o que é Demi, antes de acontecer toda essa desgraça com o Taylor, ele e eu estávamos sem nos falar muito, porque, bom, ele a Miley me viram... - meus olhos seguiam atentos e curiosos a cada nova palavra sua, quando seu celular apitou e ele, ao tirar do bolso, pareceu ler a mensagem e tornou a me olhar - É o Nick!
Eu: Sim, está com a Selena no orfanato! - ele me olhou, erguendo uma das sobrancelhas - Ela me contou, rs' Nós estávamos juntas há menos de cinco minutos. E então, onde estávamos?  - ele pareceu nervoso ao me olhar , e ia voltar a falar, quando dessa vez, o meu celular foi que tocou - Malditos telefones! - disse rindo um pouco para ele, e ao atender, uma Miley desesperada do outro lado da linha falou.
Miley: Deeeeeems, por favor, vem logo pra casa, emergência!
Eu: aconteceu algo com a Taylor? - disse, preocupada, e preocupando também ao Joe, do lado de fora da ligação.
Miley: Não, não, comigo mesmo! caso de vida ou morte, vem logo, por favor!
Eu: okay, Miles, tou indo! - desliguei o celular um pouco zonza e  e Joe me olhou preocupado - Joe, eu preciso ir!
Joe: por que? O que aconteceu? - ele disse, segurando meus cotovelos.
Eu:  Algo realmente sério, a voz da Miley parecia grave! - disse nervosa, me largando dele e já andando - A gente se vê amanhã na escola! - ia andando, mas ouvi um grito seu.
Joe: Heey, Dems! VOCÊ ESTÁ LINDA! - ele falou com um sorriso, me fazendo sorrir automaticamente. Passei a mão por meu cabelo ondulado, olhei meu vestido florido e minhas sapatilhas, e realmente, não consegui notar a lindeza que o Joe citou, mas enfim... ao chegar em casa, vi a Taylor no sofá, lendo um livro de psicologia, e nem sombra da Miley.
Eu: TAY, O QUE HOUVE? CADÊ A MY? TEM ALGO ERRADO AQUI? - ela me olhou com uma sobrancelha mais alta que a outra, e a Miley então apareceu, da direção da cozinha.
Miley: Oh, Demi, que bom que você chegou! - ela disse, vindo em minha direção, e eu a abraçando e em seguida, procurando algum machucado em seu corpo.
Eu: Você tá bem, amiga? O que você aprontou dessa vez? - disse, e ela se desprendeu de mim - Hein?
Miley: Ah, não é nada comigo. Quer dizer, um pouco... é que eu estava sentindo um desejo louco de comer a torta alemã que só você sabe fazer! - ela disse sorrindo afavelmente para mim, me enfurecendo instantaneamente.
Eu: O que você disse? - ela abriu a boca para repetir, enquanto eu bufava, e quase a batia - Não acredito que me trouxe aqui em casa, me tirou de uma agradável conversa, e quase me fez perder meu coração no meio do caminho PRA FAZER UMA TORTA ALEMÃ!
Tay: Oh, por favor, Demi! Vindo da Miley, o que você esperava que não fosse comida? - ela falou, tirando os olhos da revista e os pondo na cena.
Eu: Eu simplesmente não acredito! - sentei na poltrona abismada, ainda olhando pra nada, e Miley se sentou ao lado da Tay no sofá.
Miley : E aí? Vai fazer a torta?
Eu: Você ainda pergunta? É CLARO QUE NÃO! - falei, pondo o cotovelo apoiado no braço da poltrona e meu queixo apoiado em minha mão - Ah, Selena mandou um beijo pra vocês!
Tay: Vocês estavam juntas? - eu assenti com a cabeça.
Miley: Traidora! - Miley disse apontando o dedo na minha cara, e em seguida, se levantando do sofá - E a propósito, eu recuso o beijo! Vai que o veneno da cobra escorra! - eu e Taylor olhamos para Miley a repreendendo, enquanto ela estendia as mãos em sinal de pare na direção de cada uma de nós - Já sei que vão dizer para eu calar a boca, então, eu só vou me retirar! - disse e em seguida, subiu as escadas.
Tay: Apesar da Miley, eu gosto da Selena, sabe?
Eu: Eu também, Tay! Ah, e tenho boas novas! O Taylor acordou! - seus olhos miúdos se tornaram duas bolas de basquete em segundos, e sua boca se semiabriu.
Tay: O-O QUE? C-como você sabe, vo-vocês foram lá? - eu então me lembrei que havia omitido o fato das plaquetas para ela, e resolvi nem contar, ela não precisava saber que o estado dele era tão grave assim.
Eu: Sim, foi idéia da Selena visitá-lo, e, falando nisso, ele vai poder voltar em dois dias! - ela sorriu ainda surpresa e boquiaberta, e levantou de seu sofá para me abraçar.
Tay: Demi, isso é... é... - ela gaguejava enquanto nos abraçávamos com dificuldade devido ao fato de eu estar sentada e ela ajoelhada de frente pra mim. Eu pude sentir algo molhado em meu ombro, e logo a percebi chorando.
Eu: Não chora, Tay! Eu sei o quanto significa pra você! - disse, acabando com o abraço, e a pondo de frente para mim secando suas lágrimas - Também estou muito feliz!
Tay: e-e como ele tá? Ele tá bem? bonito?
Eu: ele ainda não está falando, mas continua lindo como sempre! Também, meu primo, não podia ser pra menos, né? - falei, bancando a egocêntrica, e rindo um pouco, enquanto ela apanhava uma almofada do chão e a jogava de leve em mim.
Tay: Convencida! - ela ria, e ficava de pé, assim como eu, que saia de perto dela, na sala, e me aproximava das escadas.
Eu: Vou lá na Miley dar a notícia! - ela concordou, e ao subir e entrar no quarto da loirinha menos alta da casa, a vejo dobrando umas roupas que estavam sobre sua cama, e me sento na ponta da mesma, bem séria - Taylor receberá alta! Você deve agradecer muito a Selena, sabia?
Miley: Não vejo porque! - ela falou sem me olhar.
Eu: A Taylor não sabe, mas, ele iria morrer se ninguém doasse plaquetas de sangue para seu corpo! Parece que nem toda a transfusão havia sido suficiente. Selena doou mais de 21% de seu sangue!
Miley: Incrível como ela não morreu! - ela falou em tom de gozação, e eu mais uma vez estressada, me levantei de sua cama.
Eu: Você pode não perceber, mas a Selena tem uma alma de ouro e um coração incrível! Ela praticamente se deu pelo Taylor, que terminou com ela sem dó nem piedade, e faria o mesmo por você, que, mesmo vendo todas as boas ações dela, ainda a maltrata! Você pode até não gostar dela mais, My, agora, respeito, e gratidão, são coisas que você deverá eternamente a ela! - falei, e a deixei imóvel, em seu quarto, com olhos que não piscavam e braços parados. Tomara que amanhã ela faça as coisas direito, espero isso do fundo do meu coração, a Selena merece...

Joe on

Após ver a Demi hoje, me dei conta de que fui muito idiota a tendo e traindo em todos esses anos de relacionamento, e também que não importa quantas meninas tenham passado pela minha vida, quntas me proporcionaram diversões impuras... a única que tocou meu coração de verdade, foi a Demi. Quando eu tou perto dela, eu não sei, eu sinto uma coisa aqui dentro, meio difícil de descrever, e eu, fico encantado com seus cabelos, seu sorriso... Ah, o nariz dela é perfeito! Eu precisava tomar uma atitude, precisava ter a Demi comigo o tempo todo de novo, e sem fingimentos dessa vez. algo que faria o Taylor e a Miley me deixarem me reaproximar dela, e que a fizesse perceber que eu ainda a amo muito, mas sem trapacear, nada de pedir ao Nick para escrever um poema fofo, isso tinha e iria ser feito por mim... eu só tinha que pensar em uma maneira, mas como, meu Deus???? AAAH, peraí, já sei!!! É isso, só espero que saia mais perfeita que a idéia!

*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*

E é isso :{D
Demorei, né? Diana que sabe, rs'
Beeeijinhos!