terça-feira, 15 de maio de 2012

Hello *-* (Capítulo 21 - Depois de 1000 anos)

E eis que eu ressurjo das cinzas... auhsuahushaushuas, quanto tempo *----* Saudades!!!
Miiiil desculpas todo esse atraso, muita coisa ruim aconteceu comigo, e com o ano novo, muita coisa mudou na minha vida também, mas vocês são tão especiais e nunca se estressam comigo, apesar de eu não fazer por onde... eu neeeem pensava em voltar, mas uma pessoa mais que incrível me fez repensar e aqui estou eu, perturbando com minha fic:


Capítulo 21

Demi on

Cinco dias! Cindo dias, que o meu primo estava internado… cinco dias, que a Taylor não ia à escola… cinco dias, que o Nick andava de mãos juntas com a Selena, enfurecendo a Miley… cinco dias, que a Emily e o David não são mais tão românticos, preocupados com a vida… cinco dias, que o Joe tá super próximo de mim, mas não com segundas intenções, sim, visitando o Taylor e cuidando da Taylor… ela ficou realmente fraca, depois de ver o estado dele no hospital, cinco dias atrás… enfim, chegando a casa no fim daquele domingo… vejo Miley nervosa, o que é normal, a Emily e o David fingindo botarem sentimentos em um beijo totalmente disperso… subi as escadas e fui direto ao quarto da Taylor,  ver como estava… detonada, era uma das palavras para descrevê-la, arrasada, acabada ou derrubada eram outras que também iam bem… a dei um abraço,  enquanto, com os braços frouxos, ela me retribuía…
Eu: Tudo bem, lindinha?
Tay: Não muito… - ela riu, sem humor, e voltou a me olhar . Sabia que ela ia perguntar como meu primo estava; acabei de vir do hospital, e os médicos disseram que além de sangue, ele precisava de duas plaquetas sanguíneas. Iria conversar com a Selena amanhã sobre o assunto, e ver se ela se disponibiliza a doá-las… mas, enfim… não vou falar isso pra Taylor. Ela está mal e preocupada, mas se souber que o Taylor não está melhor, ela também piora… portanto… - como ele está?
Eu: bem… ér… bem, na verdade… não se moveu ainda, mas… hum… os médicos  disseram que… que… ele melhora em poucos dias… - sorri frouxo, envergonhada de mim. Era tão boa mentindo quanto a Taylor, ou seja, nem um pouco… mas ela ainda tem a característica de acreditar em tudo que os outros dizem, então me retribuiu um sorriso.
Tay: Verdade? – assenti com a cabeça -… Nossa, Dê, isso é muito bom de ouvir… não me aprovo não estar indo visitá-lo, mas é só que eu não consigo… você entende?
Eu: É claro! Mas por favor, amanhã, vá para a escola! Tou sentindo sua falta nas aulas de biologia!
Tay: Eu vou tentar! Se dormir bem… eu… bom, eu vou tentar! – Ela me encarou triste, porém com um sorriso, quando eu a repreendi.
Eu: Faltas reprovam, bonita! Não quero que perca outro ano escolar!
Tay: Ah, nem eu…
Eu: Então… - a encarei com uma das sobrancelhas erguida. Ela sorriu de lado e me abraçou em seguida.
Tay: Eu vou. Mas só por você! – do outro lado do abraço, meu sorriso de tão enorme fez minhas bochechas taparem um pouco minha visão, e instantes depois, já na hora de dormir, saí de meu quarto, olhei pelo corrimão Miley, dormindo no sofá abraçada a um saco de balas de caramelo, cena engraçada… e depois, fui para o quarto da Taylor… ela soluçava a cada respiração de seu sono, mas uma coisa me chamou a atenção: ela dormia abraçada a uma foto do Taylor, e em sua mesa de cabeceira, havia um terço…

Nick on

Nossa, incrivelmente, justo quando o Taylor e eu estávamos ficando amigos, o acidente aconteceu… ele, está com a vida por um fio e eu, voltei a estaca zero no quesito amigos. Somente a linda Selena está comigo nessa, e ela, a propósito, fica incrivelmente bonita devorando torrada com requeijão e se sujando de farelo…
Eu: rs… você, tá sujinha aqui ó… - me aproximei dela para limpar suas bochechas e queixo, quando nossos olhares se cruzaram, profundamente. Isso já estava se tornando banal, ultimamente…
Selena: Ah, obrigada, eu… me limpo… - ela passou sua delicada mão sobre a parte da boca, se limpando, e logo em seguida, voltou a olhar pro canto do gramado… estávamos fazendo um café-da-manhã/piquenique numa área verde um pouco longe da escola, antes das aulas. Tivemos muitas saídas essa semana… confesso que em parte, foi pra deixar a Miley com ciúmes, mas também, estou cada vez mais gostando da pessoa que é a Selena… - Nick! Olha, isso tá ótimo e uma delícia, mas, se não for extremamente desmancha-prazeres, a escola abre em 7 minutos. A gente pode se atrasar e…
Eu: Claro! Am, vamos logo! Não vou fazer a garota mais inteligente da escola levar uma falta… só, me ajuda a guardar as coisas?
Selena: Pois não! – nos levantamos da toalha forrada no chão, e começamos a pegar as coisas e pôr no porta-malas do meu carro, estacionado próximo ao lugar em que tomávamos café da manhã. E, do nada, ela soltou uma baixa risada, que me despertou curiosidade - …Ainda não acredito que me acha inteligente…
Eu: Você é uma pessoa incrível, Selena! Não duvida disso, por favor!
Selena: Tá… obrigada… - ela sorriu de canto pra mim, guardando os pratos e começando a cantar baixinho -… ♪Want you to make me feel, like I’m the only girl in the world Like I’m the only one that you ever Love Like I’m the only one Who knows your heart, Only one ♫ … - a voz dela é sem dúvidas, maravilhosa… total!

Miley on

E então, é isso… eu estava cada vez pior esses dias…com o Taylor mal e o Nick agarradinho na ‘víbora’,  eu comia mais do que tudo nos últimos dias…e obvio, como conseqüência, os laxantes e os diuréticos me salvam… sabe, eu estava mesmo disposta a abandonar a bulimia quando o Nick me deu forças para,  mas quando o vi com a Selena, percebi que, por mais burra e falsa que ela seja, eu vou ser sempre doente, problemática e pior do que ela… duas lágrimas tentaram cair de meus olhos antes que eu as deixasse, e, quando Joe se aproximou de mim, tentei esfriar um pouco…
Joe: Bom dia, Miley!
Eu: não tão bom! Só falo com você porque se preocupa com minha prima! Ou pelo menos, parece… já que não se preocupou quando ela precisou… - ele engoliu seco. Sabia do que eu estava falando. O Joe crucifica a Tay, mas sabe que não é nem um por cento melhor que ela… e só parei de olhar para aquele rosto masculino e atraente em minha frente, quando vi  Nicholas e Selena entrando na escola; ela estava com a cabeça abaixada e um sorriso, e ele a encarando bobo, e sussurrando coisas em seu ouvido. Daria tudo pra estar ali, no lugar dela, mas sei que não posso. Errei e pago por isso, até hoje, amargamente… e ao desviar meu olhar dos dois, avisto Demi entrando na escola, de braços dados com Taylor… elas estavam lindas, apesar dos caras não acharem isso… Demi sempre foi a nerd, escondida em seus óculos e jalecos das aulas de biologia, e, além do Joe, sua boca nunca havia tocado a de outro cara… já a Tay, bem, era difícil sair na rua sem os caras perguntarem quanto ela cobrava ou assoviarem… mas, quando ela se mudou lá pra casa, quis uma nova reputação na escola, e isso desaprovava roupas curtas, cabelo despenteado, bebidas e muitos amigos agitados.  Enfim, elas se aproximaram de mim e Joe e, ainda com cara de sono, começaram a falar…
Demi: Bom dia!
Joe: Bom dia, sorriso mais lindo do mundo! Bom dia, leãozinho! Como estão?
Demi: Com sono! – Demi se escorou na parede ao lado, e Taylor, triste, foi acolhida por Joe, que beijou sua testa e a ficou abraçando… nisso entram Emily e David na escola, mas não pude conversar com eles, o sinal tocou e cada um foi pra sua respectiva aula, e com uma incrível sorte, na minha só haviam Nick e Selena… era esperar e rezar pro sino tocar logo!

Selena on

No fim das aulas, Nick e eu saímos da classe fuzilados visualmente pela Miley, e , quando íamos entrar no seu carro, Demi gritou meu nome, e então, eu tive que parar…
Nick: Te espero no carro… - sorri pra ele e fui ao encontro com Demi. Nós não éramos amigas ou conversávamos, então era estranho ela querer falar comigo, mas mesmo assim, trocamos sorrisos e ela logo pediu pra ir andando pra casa comigo, já que morávamos perto…
Eu: E então, Demi, tudo bem?
Demi: Na verdade, não! E eu sinto muito mas, é por isso que eu te procuro! – ela parou no caminho e me encarou – Selena, você deve ter percebido que as melhoras do meu primo não foram nada significativas ao longo da semana, né?  - assenti, triste, enquanto ela prosseguia – Bom, ele precisa de uma plaqueta de sangue compatível com a dele, se você estiver disponível e se não for pedir demais eu…
Eu: Okay, Demi! Eu dôo uma plaqueta de sangue. Você só precisa vir comigo até o hospital hoje à tarde! Não gosto de andar sozinha, você sabe, o mundo de hoje e… - ela sorriu até não agüentar e me abraçou, interrompendo-me de falar, enquanto, sem graça, retribuía ao abraço.
Demi: Obrigada, Selena! Não deve existir ser humano mais doce e bondoso no mundo! Muitíssimo obrigada! – ela segurou meu rosto com ambas às mãos, e falou cada palavra com constante firmeza.
Eu: Que isso, Demi! É o mínimo que eu posso fazer… o Taylor sempre foi um garoto ótimo pra mim, assim como você também, rs!
Demi: É um anjinho mesmo! Um anjo lindo! – ela sorria para mim enquanto eu correspondia, e, no fundo do momento, despropositalmente, enxergava a Miley na saída da escola nos encarando, não parecendo gostar da cena…deu um pouco de medo, mas eu preciso me focar no Taylor, e na doação pra ele… eu estou me tornando mesmo um ser humano melhor  :)
*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~**~*~*~*~*~*
Diana, obrigadíssima pelas palavras maravilhosas e por saber que admira meu blog tanto assim, amiga! A recíprova é super válida, e esse capítulo é em especial para ti!
Novamente, perdão pelo atraso,razões tristíssimas D:
Beeeijos, se cuidem sempre :{***