domingo, 25 de setembro de 2011

Capítulo 19 parte 3

Heey! Aproveitando o domingo com tempo feio, vim aqui pra postar a 3ª parte do capítulo... também sinistra:

Nick on

Eu tinha acabado de voltar da casa da Selena depois de uma conversa incrível, e ao entrar em casa, vejo o Joe sentado no sofá com cara daqueles protagonistas de filmes de drama… ele teve um baita azar, mas também, tava fazendo a Demi sofrer tanto, que eu não crucifico o Taylor por estar fazendo isso com ele… se bem que essa cara dá pena… ARGH! Por que eu tenho que ser tão coração mole???
Eu: Diz aí, cara… - falei, tentando me aproximar, dando um toquinho em seu ombro. Ele me olhou com a maior expressão de desgosto… nossa, o Joe seria um bom ator… tá bom, parece que ele não tá atuando… -… qual é a boa?
Joe: Nenhuma! Não tem nada de bom na minha vida… tudo virou de cabeça pra baixo, e não parece que vai desvirar mais… tá o caos isso, Nick! – ele punha as mãos na cabeça, e a sacudia bruscamente, enquanto eu me sentava na pequena poltrona da sala, que ficava em frente ao sofá onde ele estava.
Eu: Cara, eu odeio ser chato mas… eu te avisei! Você tava achando que era tipo ‘O que os olhos não vêem, o coração não sente’… pois bem… e nem foram os olhos dela que viram!
Joe: Eu vacilei…
Eu: Demais!
Joe: E sabe o que é pior? Eu sinto a falta dela, o tempo todo! Era incrível… eu ficava com todas as outras, as achava lindíssimas… mas, a Demi era… era… mais do que uma atração… sabe, cara…ela, era especial pra mim…
Nick: Joe, meu parabéns… você sente o amor!
Joe: É! E é algo bom, algo extraordinário… você fica otário, esperto ao mesmo tempo… você não precisa agradar ao mundo todo, contando que agrade a pessoa que você ama, você… você…
Nick: Você ama! Só isso já resume! A propósito, podia falar isso pra Demi… mas, de coração, não, ‘textinho ensaiado pra encantar as garotas da lanchonete’… profundamente… ela gostará de ouvir isso! – eu sorri pra ele, que, entre as feições de desespero, formava um olhar esperançoso… e de repente, algo em meu bolso vibrava… pus a mão, e logo estranhei ao ver a foto do Taylor na chamada… ele era pra estar num encontro com a Taylor, não? Enfim, deixa pra lá… - Alô? – perguntei, pondo o telefone no rosto.
XxX: Alô, Nick… Nick por favor me ajuda aqui! Eu tou morrendo de tanto desespero… já tentei sair, mas a porta tá trancada… e ele tá em cima das chaves… ai, me ajuda, pelo amor de Deus… - ok! Com certeza, não era o Taylor…
Eu: Taylor? Você tá chorando? A-aonde você tá?
Tay: Não tou muito longe de casa… umas duas quadras talvez… mas eu não consigo sair do carro… por favor, me ajuda Nick… vem cá! O Taylor tá desacordado… o carro rodopiou aqui na rua… vem, po-… - ela havia parado de falar. Talvez a ligação tenha caído, os créditos acabado…ah, eu não sei… mas isso foi muito confuso… aff, que se dane, eu tenho que ajudá-la… parece ser sério mesmo… me virei, com o celular desligado e flutuando em meus pensamentos, quando Joe me encarava sério e confuso…
Joe: O que foi? O que ele queria?
Eu: Não era ele, e sim ela! Joe, rápido… aconteceu algo muito horrível com o Taylor e a Taylor,há duas quadras daqui! Eu vou ver lá e acudir!
Joe: Vou com você!
Eu: Não! Fica, e avisa aos outros… avisa a todos os nossos amigos! – falei, frenético, pegando meu casaco no porta-chapéus (?) e já quase saindo, quando ouço sua voz…
Joe: Cara! Eu sou o odiadinho de todos… eles não vão querer me ouvir!
Eu: Dá o seu jeito! – falei, sem misericórdia, saindo de casa batendo a porta. Pensei até em ir correndo, mas de carro era mais rápido… tirei-o da garagem e dirigi procurando pelo Porsche do Taylor… missão difícil, essa… num bairro tão movimentado…

Joe on


Beleza…eu tava triste, sozinho e ferrado… ferrado, por ferrar a parada do meu irmão… já tinha ligado para a Miley mais de 6 vezes, e ela não atendia… cara, ela não aceitou mesmo o lance com a Demi… mas o engraçado é que ela sabia… ah, Deus, e agora? … AH! Peraí, já sei! Já sei alguém que vai se preocupar com o Nick, com o Taylor e com a Taylor! E não vai me apedrejar! Era isso, só tinha que pegar o carro, dirigir até sua casa… que mesmo com o passar dos anos, não mudou nada… agora… é só tocar e…
Selena: JOE? Nossa, as pessoas sem amigos tão adorando me ter como segunda opção! – ela olha pra baixo e em seguida me encara…
Eu: O que?… ah, deixa pra lá… Nick, Taylor e Taylor precisam da sua ajuda! Vem! – eu a puxei da porta de casa, a assustando, e a pus em meu carro rapidamente dirigindo em direção a casa das garotas, meio a suas perguntas já de se esperar -… só fica quietinha, entra lá, você se dá bem com a Emily e com o David! Tenta avisar também a Demi, e a Miley!
Selena: AVISAR O QUE? VOCE TÁ ME ASSUSTANDO, GAROTO! – ela dizia, nervosa e amedrontada me encarando. Caraca, agora, olhando de perto, o sorrisinho da Selena é bem torto… ai, que nojo!
Eu: Você também tá me assustando, mas a gente não tem tempo de medir feiúra! Vem! – saí do carro, abri a porta pra ela e a puxei da lá, já a lançando contra a porta da casa das meninas.
Selena; Tá doido? A Miley vai me incinerar se me vir na porta da casa dela! – ela sussurrou pra mim, sentado na beirada do carro.
Eu: Tou nem aí! Ó… - cruzei os braços, e indiquei com a cabeça pra ela olhar a porta, e Emily a abrindo… Selena se mostrou confusa e até burra pra explicar… mas isso era normal ¬¬’ e depois de um tempo, a cara de desespero da Emily entrando em casa, e trazendo David, Demi e Miley para fora também desesperados… a Miley fez uma cara de nojo ao ver a Selena, que fez uma cara de desgosto pra retribuir… logo, a dentucinha apontou pra mim, do outro lado da rua, e todos a encararam sérios, seguindo em minha direção… okay, já não entendo mais nada.
David: O que está acontecendo, Joseph? – ele disse, como todos os outros, com exceção da Selena, a me encarar.
Eu: eu não sei, sinceramente… o Nick recebeu uma ligação da Taylor chorando e pediu ajuda pra alguma coisa… ela e o Taylor tão em apuros… o Nick foi tentar ajudar, e pediu pra eu informá-los…
Emily: e isso é verdade ou mentira? – ela me olhou cinicamente, eu devolvendo.
Eu: entra aí, cara… não é por mim, e sim por eles! – abri a porta de trás do carro, e todos entraram com um pouco de raiva… a Demi sem entender muito; sinto falta dela… e a pôia da Selena não conseguia abrir a porta do lado do passageiro… - entra aí, sua… pessoa! – abri a porta pra ela com pouca paciência, e no caminho, que pelo que entendi era duas quadras da minha casa… todos falavam ao mesmo tempo fazendo perguntas sem nexo… o telefone tocava, não parei de dirigir pra atender… apenas o puxei do bolso e coloquei perto do rosto – Alo?
XxX: Joe, aqui é o Nick… mas isso você já sabe… bem, eu tou querendo te informar que eu e a Taylor estamos no hospital perto da praça e que é pra você vir pra cá, agora! Tchau! – e, antes que eu falasse mais alguma coisa, o corno tinha desligado na minha cara… guardei o telefone e olhei curtamente pra trás -… Mudança de planos! Nós vamos pro hospital ao lado, Nick e Taylor tão lá!
Miley: Você tá curtindo com a nossa cara, Joe? Já tá apertado aqui, e, eu tou respirando um ar contaminado… - notei a indireta pra Selena -… você ainda precisa mudar o curso?
Eu: Cala a boca! Quem tá necessitado é o seu amigo, não eu! Então, fica quietinha! – eu continuei dirigindo mais um pouco, e , caraca, é realmente longo o caminho de casa até o hospital…

Tay on

… Eu tava desesperada… nesse momento, Nick e eu estamos sentados na sala de espera, nenhum dos dois pôde entrar, porque não é parente do Taylor… ele foi pra emergência… nossa, Foi horrível… eu não sei como aquele carro foi curvar de tal maneira… o carro se estraçalhou todo, e o Taylor também… aa, ver ele todo ensangüentado foi péssimo… não agüentei e comecei a chorar, tremendo e lembrando-me do passado horrível… não podia perdê-lo também… não mesmo…
Nick: Fica calma, Taylor… vai dar tudo certo! – ele dizia, pondo os braços ao meu redor, um pouco desconfortável…
Eu: Tomara, né, Nick… eu não aguento outra perda na minha vida… se acontecer algo com ele eu juro que me mato! – falei, chorando muito…
Nick: shhhh… nada vai acontecer com ele!
Eu: Ah, não? Você viu o estado dele? Ele tava desacordado, e o vidro todo caiu em cima dele… por que ele não tentou curvar pro meu lado??? Por quê? AAAA NICK QUE ÓDIO!!!!!!!!!!!! – eu gritei, afastando ele de mim.
Nick: Okay, você tá alterada… vou pedir um copo d’água pra enfermeira! Fica calma, Taylor, é sério! – ele saia de perto me olhando preocupado, enquanto eu aumentava meu choro e cruzava os braços, esfregando uns aos outros… aquilo não podia tar acontecendo…
*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*

Okay... essa parte tá estranha, né? Relaxa que depois melhora!
Obrigada a quem tá lendo ;D

Espero que gostem!
Beijos!

4 comentários:

  1. Lindo!
    Adorei, como sempre!
    Os melhores capitulos!
    Sem dúvida um dos meus capitulos favoritos é este, 19.
    Posta logo!

    Bisous :)

    ResponderExcluir
  2. PEEEEEEEEEERFEITO
    Sua história é demais.
    Posso te pedir um favor?
    Você pode votar em Eminem em Best Male e Best Hip Hop no EMA?
    Tá aqui o link: http://tv.mtvema.com/vote

    ResponderExcluir
  3. Aii que lindooo
    Posta logo
    To super curiosa *-*
    Ficou muito bom Mesmo esse capitulo
    Beijos
    Manu

    Ah, obrigada por todo o apoio *-*
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  4. OMG,NÃO CREIO TAYLOR STAY STRONG GATO AINDA NOS CASAMOS E VC TEM QUEM VIVER ATE LA.

    ResponderExcluir