domingo, 28 de agosto de 2011

Capítulo 18

Olá, lindos e lindas *-* Eu já agradeci por vocês existirem? Se não, MUITO OBRIGADA! Vocês são muito amáveis, todos os que tão aqui, e os que não estão também... gente, eu de coração achei que não fosse receber comentário algum por aquele capítulo (eu me esqueço que existe algo chamado amigos no mundo, só pode ¬¬') ai ai, que vocês sejam abençoados sempre e sempre... e sem enrolação, porque essa cerimônia deve estar chata pra caramba de ler, então:


Demi on

Era a ultima vez que ela me olhava, ainda com paciência… eu me levantei, a olhei bufando e peguei minha bolsa…
Eu: Se você não se decidir do que vai fazer na sua vida, eu não vou mais esperar, valeu? Já passou da hora do lanche… eu tou com fome, com dor de cabeça e preciso tomar um banho…
Tay: É, ela tá certa… eu também tou precisando de uma ducha… – ela se levantou e se pôs ao meu lado –… Você vai permanecer, sozinha?
Miley: aa, eu preciso da ajuda de vocês… são minhas melhores amigas! Muito especiais pra mim! – ela disse. Tay pôs as costas da mão encostadas na bochecha, tapando um pouco o sorriso enquanto eu bufava de lado.
Eu: Devia é ter feito como a Emily e ter dado no pé com meu namorado! – elas pararam de se admirar fofamente e me olharam bem séria.
Miley: Dem… o TayTay não te falou? – olhei pra ela um pouco confusa –… É, o Romeuzinho é uma besta mesmo! – ela falou sozinha, quando a Taylor tapeou seu braço –… Au! Vai com calma, Leãozinho! Desculpa pela parte que te toca na historia… – ela a olhou sarcasticamente –… Bem, já que o Taylor não falou…
Tay: … Conversa com ele depois! – a Taylor a interrompeu, bem rápida, me olhando amarelada. –… Sério, conversa com o Taylor… ele é… garoto, é seu primo, te ama e sente falta da sua companhia!
Eu: Faz favor, Taylor! – pus a mão na cintura, olhando pro lado.
Tay: É sério, olha… hoje, ele vai ficar em casa o dia todo… se bem que 4 horas o Nick vai lá então…
Miley: AHNÃOBRINCAOGATOVAILÁ?! – Miley nos olhou sorridente e ao mesmo tempo, apreensiva– Ah, mamãe, Nick… – ela fez cara de choro e voltou a se lamentar, pondo sua cara entre os braços, escorados na mesa do refeitório…
Eu: Vambora, Taylor!
Tay: Claro! – ela pegou a bolsa, entrelaçou o braço ao meu e quando íamos saindo do refeitório em direção a porta da escola… Moranguinho veio correndo espalhafatosamente.
Miley: Gente, espera… por favor! Espera um minuto! – ela disse correndo como uma maluca, conseguindo nos acompanhar. – Uffa… sabe, apesar de vocês não terem me ajudado em nada… quero agradecer, sabe, pela compreensão, pelo carinho e acima de tudo, pela amizade! – ela se pôs entre eu e a Taylor, e nos abraçou abertamente.
Tay: ah, Miley… você é um docinho, prima! Mas precisa malhar, seu braço espeta!
Miley: ah, tá! Falou a mulher aeróbica! – ela falou cheia de si, enquanto e a Taylor a olhávamos, confusas, e ríamos. Ela era tão engraçada… e foi assim o caminho todo…

Taylor on


… O Nick levava jeito nessas coisas de poesia… em menos de duas horas, já havia escrito uns tipo, 9 poemas… e todos muito bons!
Eu: Suas prosas são excelentes! – falei, olhando de longe ele as lendo baixinho.
Nick: Na verdade, são musicas… – agora ele calou minha boca certinho –… Mas, obrigado!
Eu: Você é muito talentoso, Nicholas! Me faz te admirar cada vez mais! – pus a mão no coração enquanto ele me olhava envergonhado, e eu retribuía arrependido.
Nick: Admiração é diferente de viadagem, Taylor!
Eu: Tou ligado nisso! Foi mau,am, sobre o que são suas musicas mesmo?? – Falei, me sentando ao seu lado no sofá da sala.
Nick: Ah, eu escrevo sobre várias coisas… geralmente, sobre sentimentos oprimidos… mas entram também opiniões diferentes e… – ele tornou a falar, e eu dediquei completa atenção… ele era um bom cara, muito fechado, mas nobre, muito nobre…

Emily on
 
… Sentada na poltrona da sala da casa de David, e ele dentro de seu quarto já fazia um bom tempo… não me importava de ficar ali, esperaria por ele sem me queixar… o amo… muito! Ninguém nem faz idéia do quanto… ah, ele chegou… ajeitei-me na poltrona e abaixei um pouco o cabelo. Perfeita! Só faltava ele falar…
David: Emily…
Eu: Sim, paixão?
David: Desculpa a demora ali dentro… é que tava difícil de achar…
Eu: Ah, Dav… não faz mal… você sabe que eu esperaria por você pra sempre! Amo-te! – me levantei da poltrona, e envolvi meus braços em seu pescoço, dando um beijo nele, mas logo o interrompendo –… Peraí, achar o que? – me desprendi dele, e o olhei suspeita.
David: Ah, é isso aqui! – ele tirou de uma bolsa da Channel uma bela caixa preta veludosa, e lentamente foi abrindo… oh, Deus! Será que é o que eu acho?
Eu: Dav…– falei, pondo as mãos na boca, emocionada.
David: Emily, você é incrível! É maravilhosa, fofa, e me entende completamente… tipo, eu posso ser o pior namorado do mundo e não faço jus a uma garota perfeita que nem você, mas… – ele abriu a caixa. Minha respiração e meus batimentos mudaram. Era lindo… um colar de esmeraldas, um par de brincos e um belo anel, muito brilhante. Ele apontava a caixa pra mim, ainda sem reação –… Amo você! – ele me olhava indo em sua direção, o abraçando e o olhando, emocionada ao extremo.
Eu: David… isso é tão… esmeraldas… – ofeguei, e fiquei sem palavras; ele me olhou triste e arrependido.
David: Ah, não… você não gostou? Esmeraldas combinam com seus olhos… por isso comprei, eu não sabia que… – eu o interrompi o beijando, e nos largando sorrindo –… É, você gostou…
Eu: Eu amei! Você é que é incrível! Olha só isso… deve ter custado uma fortuna…
David: Naaaaão… – ele me olhou modestamente. Eu sorri. Olhei para as jóias, ainda emocionada, e o abracei mais uma vez… era incrível como ele era perfeito para mim… era incrível como ele era perfeito!

Nick on

Taylor era muito elogiador… eu recitava minhas letras para ele, que me olhava sorrindo ao fim de todas elas… a cena era um pouco gay, mas eu estava feliz…
Taylor: … Hm, e essa aqui? – ele me estendia o papel.
Eu: Ah… não é nada… eu ainda tou trabalhando nessa…
Taylor: Então é a mais recente? – ele disse, eu assentia com a cabeça –… É ótima! Quem foi sua inspiração?
Eu: … – fiquei quieto. Ele me olhou passivamente. Parecia ter entendido.
Taylor: Você nunca pensou em virar cantor? Provavelmente, faria muito sucesso! – ele sorriu e eu o olhei um pouco cabisbaixo.
Eu: Ah… não… a música é como um hobby… uma terapia… não preciso de diário, psicólogo ou confidente… tenho todos os momentos, rimados e letrados na minha cabeça… então…
Taylor: É genial! Pelo menos na escola… você podia cantar na aula de música!
Eu: Aa… Taylor… não é esse o fundamento da minha visita na sua casa… e além do mais, eu sou tímido! – ele me olhou com um dos supercílios maior que o outro.
Taylor: Você é igual a Taylor… talentoso, mas tímido! – ele falou meio que sozinho, enquanto eu o olhava com repulsa.
Eu: Tímida, sei… a contrária da Madre Teresa, tímida! Faz favor! – olhei pra cima sarcasticamente – Não me compare a Taylor, por favor… – ele me olhou um pouco ofendido –… Ah, desculpe, é, você provavelmente não sabe, mas a Taylor… – pensei três segundos antes de falar, e resolvi recolher minha insignificância–… esquece! Enfim, ela é ótima e bonita, mas… vai por mim… eu e ela somos muuuito diferentes!
Taylor: Ta bem, foi mau, amigo! Desculpa!
Eu: Não foi nada… então… com quem a Miley fez dupla no trabalho?
Taylor: Selena! E ela não parece ter ficado nada feliz!
Eu: E a Taylor, com quem?
Taylor: A Taylor não teve literatura hoje...
Eu: então foram ela, e o Joe…
Taylor: Não fala nesse idiota pra mim, por favor… – ele me olhou cerradamente expirando bem tenso.
Eu: Que foi? – ele se voltou pro meu rosto, e calmamente pôs as mãos tapando o rosto.
Taylor: Minha prima com certeza não merece um cafajeste feito o Joe! Ele é tão sujo, tão idiota, tão... – sua voz começou a engrossar e tirando as mãos do rosto, a raiva em sua expressão era notória.
Eu: Ah sim… mas, calma… ele é meu irmão!
Taylor: Ah, então sinto muito por você! – eu olhei pra ele educadamente, quando ele percebeu sua grosseria –… ah, foi mal! Ele também era como se fosse um irmão pra mim! Mas o que ele faz com a Demi… argh, Nick, por que o Joe faz isso?
Eu: Eu vou saber?! Você sabe, muito bem que ele nunca foi santo, e a reabilitação não ajudou em nada! – ele me olhou um pouco confuso… droga! Falei de mais…
Taylor: Reabilitação? O Joe por acaso era… drogado? Porque maluco eu sei que sim então… – ele me olhava cada vez mais confuso, coçando a cabeça e negando simultaneamente –… Não entendo!
Eu: ahh, deixa pra lá…
Taylor: Ah, não! Isso é muita injustiça… sabe, eu não tenho culpa dele ter crescido aqui e se mudado pra New York, e então, só depois de um tempão voltar… não mesmo, Nick! A culpa não é minha! Eu sou mais que imaculado na historia!
Eu: Ai, Taylor, esquece… qualquer dia você pede ou pra Taylor, ou pra Demi, ou até pra Miley te esclarecer as coisas… são tão amigos, afinal… – nós trocamos um olhar indigesto e voltamos a prestar atenção nos trabalhos. Ele pode até ter ficado chateado por não saber da história, mas eu, por saber demais, e não aceitar a terça parte…

*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*
Agora divulgações de blogs impecáveis:

Vampiros vs Lobisomens esse aqui é incrível! quem gostar de vampiros e lobisomens, tipo eu, entra :P
Vida diferente esse ainda tá no começo, segue antes que a fic comece ;D
Yesterday eu tou louca pra comentar nesse blog, pena que meu perfil do blog não esteja aparecendo nos outros blogs :\
Pretty Little Liars gente, vale demais da conta entrar; perfeita fic de uma série perfeita, segue ? =]

E segundo os capítulos, gente, eles tão chatinhos e tudo, mas é porque faz parte da história, que cá entre nós também tá uma chatice... eu tou tentando melhorar, é porque ainda vai ter muita onda pra quebrar no mar da fic, rs'
Aaa, obrigada minhas novas duas seguidoras, beijinhos!
Obrigada quem comentou no capítulo anterior, e desculpa não poder estar retribuindo muitas das vezes nos blogs de vocês...
Beijos!
Amo vocês SZ

6 comentários:

  1. PERFEITO
    AMO essa história
    Posta LOGO

    ResponderExcluir
  2. Adorei o capitulo.
    Espero que postes em breve

    ResponderExcluir
  3. Aw, adorei, amiga *-*
    Posta logo, tá tudo liiiiiiindo.
    Te amo.
    xx

    ResponderExcluir
  4. Adorei o capitulo!
    Postou mais cedo que bom!
    Adoro essa história! É linda!
    Já vi a tua resposta ao questionário do meu blog e foi a unica pessoa a escolher a opção 2 e mesmo que não comente sempre (e como dos seus seguidores só a Pam lê o blog por isso vou dizer) vc acertou. Há muitas pessoas que comentam sempre e são sempre das primeiras a comentar e também passam horas no meu blog aos Sábados a ver se posto e não acertaram chega vc lá e já está! ahahah! me deu vontade de rir quando vi isso. Parabéns! Eu tenho de pensar bem em fazer um prémio para a primeira pessoa que acerta vc de certeza ganharia a maioria :D
    Posta logo outro capitulo!

    Bjs :)

    ResponderExcluir
  5. AMEI amore :D
    E não esta chato nada.
    Bom, posta loguinho
    Beijos
    Peace&Love

    ResponderExcluir
  6. aaaaaaaah sua fic é tão cheia de mistérios! *----*
    adoro isso! kkkkkkkkkk'
    capítulo maravilhoso como sempre! ;]
    posta logo, to muuuito curiosa!!! rsrs'
    bjss. :**

    ResponderExcluir