sábado, 6 de agosto de 2011

Capítulo 16

Oi, gente! Quem tiver lendo, por favor, não pára, por mais entediante que esteja… o capítulo, depois de três meses, chegou aqui! Sei que nem é grande coisa, mas… seguindo:

Miley on

 
Eu juro que não agüentava: “perfeita, esplêndida, magnífica”… o que tinha acontecido com a ‘Sebby’? Teria sido abduzida e substituída por um gêmeo alíen? Ou seria o gato que perdeu os neurônios noite passada?
Nick:… Ela é incrível! Nosso trabalho está impecável!
Taylor: Não era pra ser o contrário, vocês estão nisso há mais de um mês…
Nick: é, mas sabe… não foi ruim esse tempo… aliás, foi ótimo!
Tay: Que legal que você e a Selena viraram amigos. Quem sabe um dia ela não venha se juntar a nós?! Iríamos adorar, rs…
Eu: HEY! EEEU não iria adorar, então pode mudar a colocação do verbo! Ou até mesmo a frase…
Taylor: Calma, Miley! Você devia estar feliz que o Nick venceu a barreira do preconceito… ainda que a Selena e eu nunca tivéssemos sido íntimos assim…
Eu: argh! Pára pow…
Tay: Relaxa My…
Nick: É eu não vou me casar com ela, me mudar pro Alabama e ter quatro filhos! – ele sorriu docemente, enquanto eu me derretia…
Eu: Não?
Nick: É claro que não! Ficamos amigos! Só isso! – eu sorria admiradamente pra ele, quando já desfazia minha feição ao ele retornar a falar – … Ela foi totalmente franca em relação a musica comigo! E gosta da Rihanna!
Taylor: É, Rihanna… uma das poucas coisas que eu e ela, como casal, tínhamos em comum… – ele falou, lamentadamente, enquanto a Taylor, abraçada a ele, o observava bem atenta – Hey, cara, a gente nem era pra estar mais aqui, foi mal te atrapalhar com a Miley hoje! Nós já vamos! Valeu! – eles tocaram com as mãos e se abraçaram, a Leãozinho também deu um beijo na bochecha dele, e logo saíram, me deixando com o gato.…
Eu: Enfim, sós… então, o que queria falar comigo? Aa, sente-se, Nicholas! – falei, me sentando no sofá com muita classe.
Nick: Obrigado. – ele se sentou – Então, bem: primeiro, eu queria pedir desculpas não ter ficado muito tempo com você essa semana, não são atitudes de bom amigo…
Eu: Naada… você está aqui agora, e isso é o que importa! Mas, tem mais algo?
Nick: Tem sim! As nossas amigas me falaram que você tem comido menos, portanto, parabéns! Fico orgulhoso! – ele falou, me fazendo sorrir, e sussurrar agradecendo –… E terceiro, o assunto é um tanto delicado… então, desculpe se eu te ofender com o pedido… My… você não… – ele pegou levemente em minhas mãos e me olhou bem profundo…

Taylor on

Ela me encarava sem graça a cada três segundos, sabia que ela tinha algo pra perguntar…
Eu: Fala…
Tay: Falar, o que?
Eu: O que você ta engolindo aí… além de me dever uma explicação por ter me feito vir a pé até a praça…
Tay: Andar faz bem, e a praça é tão perto… – ela falou, desconversando…
Eu: Taylor, a praça fica a três quadras daqui…
Tay: Larga a preguiça!Você não era pra ser assim… você malha…
Eu: Ou! Não desconversa! Fala logo o que você ta morrendo pra falar!
Tay: Não é nada… – ela falou me abraçando mais apertado –… Aa, não responde se não quiser mas, como você e a Selena se… desenrolaram? – ela falou totalmente sem-graça enquanto eu ria de sua cara – Ai, eu sabia que isso era patético!
Eu: Não é disso que eu tou rindo! A gente tá junto. Não precisa ter vergonha pra perguntar essas coisas, mas bem… você sabe, eu namorei a Miley por um bom período de tempo e logo em seguida, eu já conhecia a Selena, contudo depois de estar desimpedido, eu fui me encantando com ela, sua doçura,e sua honestidade… e bom, quando menos esperávamos, deu namoro… fui feliz com ela no começo, mas, eu não sei o que foi, acho que tenha sido o fim da amizade dela com a Miley, ela se tornou um ser totalmente disperso, só e estranho… nós brigávamos muito, ainda mais depois de eu ter reatado minha amizade com a Miley e… no final das contas… er, eu tou com você agora né? E é isso que importa!
Tay: Hum-hum… – ela sorria bem tímida enquanto eu beijava sua testa –… a Miley tá bem zangada pelo Nick e a Selena, né?
Eu: Pois é… e isso é tão desnecessário… eles dois não seriam um casal nem que fosse preciso… não chegariam a ser ao menos uma dupla! – ela me olhou um tanto quanto assustada e encabulada.
Tay: Você acha?
Eu: Eu tenho certeza… você também devia ter… conhece muito bem os dois…
Tay: Na verdade,só conheci a Selena e o Nick aos 14 anos e só vim morar aqui aos 17… até porque eles sempre foram próximos da Miley, não meus…
Eu: Você é prima da Miley… a propósito, o que fez entre os 14 e os 17, enquanto ainda não morava aqui? – ela começou a ficar rubra, suar e os nervos se notavam a quilômetros de distancia… com certeza aquilo não era normal; estava muito apreensiva.
Tay: Hum… er… eu… – ela começou a gaguejar, enquanto, involuntariamente, ao olhar pros arredores, via algo ridiculamente vergonhoso na rua…

Nick on

Oh, Meu Deus! Se eu soubesse que ela iria ficar assim, jamais teria feito esse pedido…
Miley:… VOCE O QUE? Cretino, idiota, ridículo… como ousa me sujeitar a ouvir aquela mediocridade de pedido??? – nossa, isso era horrível: ela fazia um enorme drama e se equipava com uma almofada mas, pelo lado bom: ela usou palavras inteligentes…
Eu: Mi-miley, eu… – falei, me protegendo de seu ataque domestico… voaram almofadas, escovas de cabelo, porta-retratos e outros objetos pra cima de mim… – foi sem querer! Não sabia que ia levar tão pro lado pessoal assim… – continuei a me proteger, dessa vez atrás do sofá…
Miley: Não acredito que você foi sujo a esse ponto… Nick, eu… eu… não esperava isso de você! – por um segundo, as revistas teens e as enciclopédias da Demi caíram da mão dela, e então, uma forma descontente se apossou de seu rosto, seguido a ela cair no chão chorando, tal como no dia em que eu descobri sua bulimia… – Você me machucou profundamente agora… – ela falou, caindo no choro e deixando eu me aproximar dela, e abraçá-la lentamente… –… Por que um pedido, que me faz lembrar coisas tão desgraciosas na minha vida?! Por quê?
Eu: My, me desculpa… sério… não fiz por mal! Você me perdoa? – ela se recompôs, saindo de meu abraço, e voltando a se sentar no sofá, me olhando de maneira bem superior.…
Miley: Eu não sou Deus! Pra perdoar ninguém! Muito menos você… escuta aqui, Nicholas, eu sei que eu erro, mas, com você, isso já se tornou inevitável… desculpe-me se fui rude, mas é essa a verdade! – ela falava, ainda com as pernas cruzadas e o olhar superior sobre mim, que, agora, me levantando, daquele chão em que ela caíra me limpava, e a olhava com duvida e pena –… por favor, vá! Não quero que fique perto de mim… – mansamente suas falas entravam por meus ouvidos e esfaqueavam meu coração. Doía muito ouvir aquilo da Miley, ainda mais sabendo a calmaria em que ela se encontrava… então, lentamente saí de lá olhando pra ela que, sem remorso algum na expressão, continuava expirando tranquilamente…

Tay on

Minha Nossa! Isso foi trágico e doloroso de acompanhar, uma cena horrível, que me trazia a lembrança de péssimos momentos no passado… Wow! Que ele fazia isso não era segredo pra ninguém, agora, no centro da cidade, foi muita descaradice mesmo…
Taylor:… Você devia ter vergonha! Eu tou muito decepcionado com você, cara! Decepcionado não, puto! Na sorveteria, onde todo mundo que eu conheço, inclusive a minha prima, vem… nossa… horrível de saber, mais horrível ainda foi presenciar! – ele olhava pro Joe com uma cara péssima de rejeição e desapontamento… espero que ele nunca me olhe assim, espero mesmo… bem, voltando à realidade, a cara de pena do Joe era impagável, mas a de ódio do Taylor, era incrível!
Joe: Eu…
Taylor: Não! Nem fala nada! Minha vontade agora é… te esgana!! Não quero assunto com você. Não mesmo, valeu? E fica bem longe da Demi! Bem longe, ok? – ele olhava no ultimo pontinho de paciência ainda existente em si, enquanto o Joe me olhava pedindo, meio aos olhos, ajuda… mas aquilo foi realmente imperdoável… eu nunca esperaria ele trair a Dem com aquela morena do curso de informática… na verdade eu já imaginava, mas não na frente de todos… assim, tão publicamente… – … É melhor eu dar meia volta daqui logo! Toda distancia de você, pelo visto, vai ser pouca de agora em diante! Vambora, Taylor! – ele me puxou pela mão e, ao sair da sorveteria, passou pela morena que o Joe tava se pegando – E você, sua descarada, não ouse sequer respirar o mesmo ar que eu , filha da… – ok, ok… foi melhor interromper as falas dele em meu pensamento, odeio palavrões, e também odiava aquele momento. Melhor era sair dele…

Emily on

Eu chegava a casa e a minha visão não era nada agradável: A My, escorada no braço do sofá, chorando, inconformavelmente…
Eu: Hey, o que foi? O que foi? – me acheguei nela, e a abracei por cima, enquanto ela se adequava a meu colo –… Shhhh… calminha, calma! O que aconteceu?
Miley: Ele é impossível! E por mais irritante que fosse, eu nunca era pra ter feito aquilo… AAA!!! – ela berrava, chorando. Eu continuava confusa.
Eu: Hmm, quem é impossível? Por favor, sem querer ser insensível por você já estar péssima, mas, o que aconteceu? – ela foi respirando, e de pouco a pouco, se recuperando e contando… não acredito que ela tinha se zangado com o Nick só proque ele pediu pra ela dar uma segunda chance a Selena… nossa, a My era tão teatral! Ao final da explicação, eu já ria comigo mesma – …Rainha do Drama!
Miley: Quem? – ela perguntou numa vozinha de nenê que, quem nunca tivesse a conhecido, acreditava que ela era uma coitada daquelas…
Eu: Você! Você mesma, senhorita Miley Ray! Faz tempestade em copo d’água! Aliás, você não achou ridiculamente engraçada essa cena de vocês dois não?
Miley: Emi, presta atenção! Você não estava aqui no momento, se estivesse… nossa! Foi tudo muito denso! E responsável! Tenho que reconhecer as falhas dele, mas, sobretudo as minhas! – Uau! A My usando palavras amplas…
Eu: Prima! Desculpe-me se não posso te auxiliar ou, ao menos compreender, mas… a única coisa que posso falar é: Fique calma! Vai dar tudo certo! Amanhã temos aula, vocês se verão, já será um novo dia, cabeças mais frescas… não há razão pra pânico!Agora, me dá um abraço! – ela me olhou sorrindo, e já estendendo os braços e me envolvendo – Aww… essa com certeza é a casa do Drama! E você é uma excelente atriz, priminha! – ela gargalhava abafadamente comigo, enquanto acariciava minha cabeça–… Aguardo melhoras! Agora, me deixa tomar um banho! – me soltei dela, e seguida logo entrando no banheiro… cena após cena… é demais pra uma pessoa só!

*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*
 
Galera, muito obrigada vocês serem tão fofos e carinhosos, e por favor, comentem... vocês não sabem o quanto os comentários me deixam feliz! Pode criticar, falar mal, dar idéia, xingar... tudo numa boa! Só me deixem saber que voces estão aqui, e saibam que eu também estou aqui pra vocês!
Beijos!

7 comentários:

  1. P-E-R-F-E-I-T-O
    AMEI AMEI AMEI
    PSOAT LOGO O PRÓXIMO.

    ResponderExcluir
  2. Ah!Que saudades que tinha desses capitulos.
    Adorei!
    posta logo o próximo!
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  3. Amei
    Mas não entendi o que o Nick pediu pra ela
    tô confusa
    Sou nova aqui mas já li todos os seus capítulos tá?
    Tenho um blog
    e gostaria que você desse uma olha
    alwaysbeliveinyesterday.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Estas fixe!

    Postes logo!

    ResponderExcluir
  5. SAUDADESSSSS SUA DOIDA!COMO VOCE PARA O CAPITULO ASSIM?!?COMOOOOOOOO COOOOMOOOOO!kkkkk ignora eu ta?hahahaha,Miley usando palavras ''amplas'' eu ri muito,eu queria mesmo saber o que o Nicholas se atreveu a falar pra ela kkkk,deve ter sido algo horrivel pra ela ter um ''ataque domestico'' desses kkkkk,amore tava morrendo de saudades suassssss!!!!
    Posta Logo amore!
    Beijos
    Pam :D

    ResponderExcluir
  6. AIIII AMIGA *-*
    Ficou lindooo
    quero m capitulo Logoo *--*
    HUAHAUHAUHA
    Ri muito com a Miley e com o Nick

    Posta Logoo
    Beeijos

    ResponderExcluir
  7. awnnn adorei o cap!!!
    ficou perfeito!!
    sua história é perfeita, eu sempre me divirto muito lendo ela.
    posta logo!
    bjsss. :*

    ResponderExcluir